“Amigo não empata amigo”, “Mais vale tarde do que nunca, “Para bom entendedor meia palavra basta”, são apenas algumas das várias expressões tipicamente portuguesas que podemos encontrar estampadas nas t-shirts desenvolvidas por Rita Costa, criadora da marca nacional Passa-a-Palavra.

Em entrevista ao Espalha-Factos, Rita Costa confessa-se uma grande apaixonada por poetas e dizeres portuguesa. Formada em Comunicação,  começou a idealizar a marca há cerca de um ano, “mas só em janeiro deste ano é que a ideia se começou a concretizar.” Passa-a- Palavra apenas chegou ao público há um mês atrás.

Rita contou-nos que a criação de “Passa-a- Palavra” surgiu tanto como uma necessidade pessoal, como também devido a uma falta de resposta dos mercados:  “o facto de querer, para mim, uma t-shirt com alguma mensagem/frase em português e não encontrar no mercado”. A língua inglesa domina na oferta e, de acordo com a criadora, as frases que existem “são mais do mesmo”.

Assim, a Passa-a-Palavra veio quebrar esta “rotina” e mostrou ser uma lufada de ar fresco para o mercado nacional atual.

Neste momento estão representadas nas camisolas “citações de poetas emblemáticos”, que marcam a literatura portuguesa, como é o caso de Fernando Pessoa e Luís de Camões. No entanto, também os típicos provérbios portugueses foram a principal fonte de inspiração para a fundadora, escolhendo as frases com que mais se identifica.

 

“São aquelas com as quais mais me identifico e as que me são mais familiares”

 

Devido à sua exaltação pela cultura portuguesa, a Passa-a-Palavra tem sido não só procurada por portugueses que vivem em Portugal, como também pelos emigrantes portugueses, espalhados um pouco por todo o mundo. Neste momento, o público-alvo da marca é feminino, a partir dos 12 anos até aos 75/80, contudo Rita Costa sublinha que “não há propriamente um limite”.

Com este projeto, o grande objetivo é evidenciar o orgulho nacional “e colocar as portuguesas a vestir a cultura literária e popular portuguesa”, sendo por isso que frases noutras línguas estampadas nas t-shirts não faz parte dos planos da criadora, por agora.

 

O conceito da marca é evidenciar o orgulho nacional e colocar as portuguesas a “vestir” a cultura literária e popular portuguesa.”

 

Por agora as peças são vendidas exclusivamente online, através do Facebook oficial do Passa-a-Palavra, ou do site oficial da marca. O preço de cada t-shirt ronda os 17€.

Porém, Rita Costa avança ao Espalha-Factos que a marca vai começar a estar presente em mercados, marcando já presença no Mercado do Palacete Gomes Freire (localizado na Rua Gomes Freire, em Lisboa), a 30 de junho.