As obras As Aventuras de Huckleberry Finn, da autoria de Mark Twain, e O Jardim Secreto, de Frances Hodgson Burnett, que já contam com mais de um século de existência, vão agora ser reeditadas em Portugal com novas traduções.

As Aventuras de Huckleberry Finn

João Reis foi o responsável pela nova tradução da obra, sequela de As Aventuras de Tom Sawyer, publicada em 1884. É tido tanto como um dos livros fundadores como dos mais polémicos da literatura norte-americana.

De acordo com o próprio tradutor, a sociedade descrita pelo autor Mark Twain “tinha por base, em grande parte, a violência e o medo”, “que marca ainda hoje” os Estados Unidos.

Na introdução de João Reis podemos ainda ler que “este livro é, acima de tudo, muito divertido, e é por isso que constitui uma leitura tão agradável e viciante — diria até que essencial para todos os jovens que gostam de ler, porque nos faz crescer enquanto pessoas e leitores”.

jardim

Foto: Fábula / divulgação

O Jardim Secreto

Da autoria de Frances Hodgson Burnett e publicado pela primeira vez em 1911, esta obra foi agora novamente traduzida em Portugal, desta feita pela mão de Carla Maia de Almeida.

No prefácio a tradutora escreveu “é lícito ver no enredo de ‘O Jardim Secreto’ um símbolo de transformação e renascimento sobre o qual Frances Hodgson Burnett decalcou o seu compromisso com a escrita e a vida. Todas as suas convicções místicas e espirituais; a sua fé nos progressos da ciência e da medicina; a crença naquilo a que hoje chamamos o ‘pensamento positivo’; a exaltação pós-romântica da natureza: todos esses temas convergem para estas páginas”.

Nesta narrativa, Burnett leva-nos à descoberta do jardim secreto que podemos encontrar em cada uma das personagens.

jardim

Foto: Fábula / divulgação

Ambas as obras são editadas este mês na chancela Fábulas, pertencente à editora 2020.

Lê também: Nova Série de Banda Desenhada Explora a Origem de 007