A acne pode ser um dos maiores incómodos na aparência de qualquer jovem ou adulto, levando a possíveis problemas relacionados com a autoimagem. Assim, procurar tratamento desde o início do surgimento dos sintomas é uma medida importante que permitirá poupar algum dinheiro – e, para alguns, até algumas lágrimas. O Espalha-Factos dá-te a conhecer os ingredientes que te ajudarão a dizer adeus à acne.

1. Peróxido de benzoílo

Este é um dos ingredientes mais comuns nos medicamentos para o acne, estando disponível para compra em farmácias, sem necessidade de receita médica. Para além de ser bactericida e anti-inflamatório, este elemento é um exfoliante ligeiro capaz de dissolver o sebo que é produzido nos poros. A redução do sebo é crucial para tratar a acne, pois o excesso de oleosidade cria um ambiente no qual as bactérias podem prosperar, resultando nos temidos breakouts e irritações. Os melhores resultados são obtidos após dois ou três meses, podendo ser verificados após algumas semanas no tratamento da acne leve a moderada. Apesar de se revelar um produto potente no combate ao acne, pode causar irritação, ressecamento e dermatite de contato, pelo que deves tomar precauções. 

2. Ácido salicílico

O ácido salicílico, outro ingrediente muito presente nos produtos anti-acne, é um beta-hidroxiácido, também conhecido como BHA. Este exfoliante químico purifica a pele, eliminando impurezas e o óleo em excesso. É melhor usado como tratamento local, em cleansers, ou em loções, de modo a reduzir borbulhas e pontos negros. O ácido salicílico pode também ser usado em concentrações mais altas, sob a forma de um peeling químico, no consultório de um dermatologista. Tal como o peróxido de benzoílo, o ácido salicílico pode secar a pele. Nesses casos, a loção hidratante de base aquosa será a tua melhor amiga. Se a tua pele mostra sinais de descamação, depois do uso deste ácido, usa um hidratante ainda mais rico.

3. Argila bentonítica

Também conhecida como bentonite clay ou argila bentonita, não só foi utilizada medicinalmente ao longo de centenas de anos por culturas indígenas de todo o mundo, mas, nos últimos anos, cada vez mais praticantes de medicina alternativa escolheram-na como um agente de limpeza eficaz e um ingrediente importante no alívio de problemas de saúde.

Na pele, atua como um agente calmante para acalmar a vermelhidão e inflamação e, por outro lado, nutre a pele com o seu rico conteúdo mineral. Uma máscara facial com esta argila reduz a oleosidade e trata inúmeros problemas de pele, como o eczema ou a psoríase. Também é possível sentir os efeitos positivos deste ingrediente desde o interior, pois é comestível.

Para um “santo remédio natural”, dilui uma colher de sopa de argila num copo de água e bebe pela manhã, de preferência, em jejum. O metabolismo é melhorado, o vigor físico aumenta e o risco de contrair infeções é minimizado. Lembras-te do impulso de comer terra quando eras criança? Afinal, sempre sabias.

4. Ácido glicólico

O ácido glicólico é um alfa-hidroxiácido (ou AHA) que exfolia a pele e estimula a regeneração de tecidos, resultando numa pele mais uniforme, firme e brilhante. Também aclara a pele e estimula a síntese de colagéneo na derme, retardando o envelhecimento. Não te esqueças de acompanhar o tratamento com um bom protetor solar, pois a pele fica mais sensível à radiação ultravioleta, aumentando a chance de queimaduras e manchas na pele.

5. Niacinamida

A niacinamida tem vindo a ganhar estatuto de ”estrela da dermatologia” não apenas pelas suas propriedades hidratantes, mas também pela sua capacidade de melhorar a barreira epidérmica e atenuar manchas escuras. O aparecimento de manchas na pele pode resultar de um ou vários fatores como a exposição solar, alterações hormonais ou lesões inflamatórias, como borbulhas ou feridas. Nesse sentido, a niacinamida previne a pigmentação anormal, já que reduz a inflamação cutânea, protege da radiação solar e impede que a melanina se espalhe pelas células da pele. Os efeitos mostram-se mais significativos em concentrações de 2 a 5%. Assim, se sofres de hiperpigmentação pós-inflamatória, a niacinamida será uma grande aliada. Uniformizadora do tom de pele, ajuda a prevenir a descoloração que pode ser deixada para trás após a acne ativa. 

6. Retinol

Se achavas que o retinol era algo que só existia nos cremes de noite da tua avó, pensa novamente. Embora o composto tenha a capacidade de reduzir rugas e promover a regeneração celular, também permite a desobstrução dos poros e uma exfoliação leve, para que outros produtos que apliques no rosto possam ser absorvidos com maior eficácia. Aqueles com pele oleosa também podem respirar de alívio, pois este ingrediente também reduz a produção de sebo. Os resultados começam a ser notórios após quatro a seis semanas.

7. Enxofre

O enxofre desfruta de impressionantes propriedades anti-inflamatórias e antibacterianas, que auxiliam no tratamento da vermelhidão e na prevenção de borbulhas e pontos negros. Este elemento assume frequentemente a forma de sabonete, de propriedades adstringentes que absorvem a gordura e secam a pele. Além disso, o sabonete remove impurezas e tem uma leve ação exfoliante, eliminando as células mortas que obstruem os poros. Também podes fazer uma máscara, misturando duas colheres de sopa de argila branca com uma colher de chá de enxofre em pó e juntando água até formar uma pasta homogénea. O cheiro desagradável é difícil de ignorar e, por isso, convém ser usado à noite.

8. Óleo de melaleuca

Sinónimo de ”tea tree oil”, este óleo é uma opção natural com fortes propriedades desinfetantes, resultando num ótimo tratamento localizado contra o acne. No entanto, tratando-se de um óleo essencial, pode mostrar-se problemático para peles sensíveis. Para evitares queimaduras, dilui algumas gotas em água, antes de o usares. Também podes adicionar este óleo a uma loção leve, para levares as propriedades antibacterianas e antifúngicas a um novo nível. Como se não bastasse, já é possível diminuíres a ansiedade e a fadiga enquanto tratas da tua pele, visto que os benefícios deste óleo no estado emocional já estão cientificamente comprovados.

Não esquecer:

Para reforçares os teus esforços no combate ao acne, mantém uma alimentação equilibrada e assegura que dormes sete a oito horas por noite, para recuperar a pele e curar qualquer dano causado durante o dia. Cortar lacticínios, caso tenhas desequilíbrios hormonais, e mudar a fronha da almofada regularmente são outras medidas que podes tomar para controlares este problema.