O Rock in Rio começa este fim de semana e conta com um palco secundário renovado. A Tenda Eletrónica vai dar lugar ao Music Valley, que contará maioritariamente com a presença de artistas lusófonos, que vão desde o pop rock até à música eletrónica.

O palco vai funcionar das 12h00 às 02h00, durante todo o horário do festival. Serão 14 horas de música por dia, que se iniciarão com as Somersby Pool Parties, passando pelos concertos de alguns nomes conhecidos da música portuguesa e terminando depois com a atuação de DJ’s nacionais.

As Somersby Pool Parties, inspiradas nas famosas pool parties de Las Vegas, por onde o RiR passou em 2015, estão de volta com maior duração. Os visitantes terão assim a oportunidade de dar um mergulho enquanto se divertem ao som de vários DJ’s nos quatro dias de festival. A curadoria musical estará a cargo da MegaHits e entre os DJ’s convidados estão Francisco Praia, DJ Rizzo e DJ Big.

No primeiro dia

No sábado, Ana Caetano e Vitória Falcão, conhecidas por Anavitória, abrem os concertos no palco Music Valley. A dupla de brasileiras carateriza-se pela música folk e pop, com influências do sertanejo, definido o seu estilo como “pop rural”. As cantoras ainda vão dar um pulinho ao Palco Mundo, para uma participação especial no concerto de Diogo Piçarra.

Segue-se o concerto de Carolina Deslandes, que alcançou o top de tabelas nos últimos graças ao single A Vida Toda. Faz parte do novo álbum da cantora, Casa, lançado a 20 de abril de 2018.

Com o início da noite chegará o funk de Funkamente e de Da Chick Foxy Band.  No primeiro caso, pode-se esperar da dupla formada por Midnight e Bungahigh um DJ set que vai da soul à house music, do afrobeat à música portuguesa e brasileira. Acompanhada da sua banda, Da Chick deverá trazer os temas do seu primeiro álbum Chick to Chick e do último EP Call Me Foxy.

A fechar, Moullinex e DJ Vibe prometem continuar a fazer os festivaleiros dançarem. O último a subir ao palco é DJ Vibe para um espetáculo de seis horas em homenagem aos 35 anos de carreira. Chama-se 35v50 e conta conta com um documentário em curta-metragem sobre a passagem do Disc Jockey pela noite lisboeta.

No segundo dia

O projeto Língua Franca dará o primeiro concerto no dia 24. Formado por Emicida e Rael, rappers brasileiros, em conjunto com a portuguesa Capicua. O trio que celebra a língua portuguesa contará neste espetáculo com a participação de Sara Tavares.

O funk e o soul regressam depois ao palco Music Valley com HMB. Será a primeira vez da banda portuguesa no RiR Lisboa, numa altura em que comemoram 10 anos de carreira.

Bispo e Dillaz vão animar o começo da noite com os ritmos do rap e do hip hop. Pelo meio haverá o concerto de Supa Squad, a dupla de cabo-verdianos composta por Mr. Marley e Zacky Man. A sua múscia carateriza-se pela fusão de new roots, reggae e dancehall.

Mishlawi subirá ao palco mesmo antes de Deejay Kamala, que fechará o Music Valley no segundo dia. O luso-americano lançou no último ano as músicas Always on My Mind, Boohoo (comRichie Campbell) e Limbo. Atualmente, trabalha na mixtape de estreia, tendo já lançado dois singles: What’s Happening e Turn Back.

No terceiro dia

O terceiro dia do palco Music Valley é o mais rock de todos os dias do festival. O primeiro concerto é o de Manel Cruz, seguido de Capitão Fausto, terminando com a festa ‘Revenge of the 90’s‘.

O antigo vocalista dos Ornatos Violeta editou dois singles em 2017, Beija Flor e Ainda Não Acabei. Já a banda de alvalade esteve no final do ano passado a gravar o novo álbum no Brasil. Lançou recentemente o single Sempre Bem.

No mesmo dia em que atuam James e The Chemical Brothers no palco principal, a curadoria das festas Revenge of the 90’s leva ao palco secundário, além de temas dos Backstreet Boys, dos Anjos ou das Spice Girls, a banda Crazy Town, os portugueses Ena Pá 2000 e o alemão Haddaway (conhecido pelo single What is Love).

No último dia

No dia 30 de junho, o cabeça de cartaz do palco Music Valley é Carlão. Depois do álbum Quarenta e do EP Na Batalha, está prevista a edição do novo disco Entretenimento? para este mês. Em abril foi lançado o single Contigo.

No entanto, quem vai abrir os concertos no palco secundário no último dia é Blaya. A antiga vocalista dos Buraka Som Sistema chega ao RiR 2018 com o sucesso do single Faz Gostoso na mala. Este ano será lançado um novo álbum com uma sonoridade que a própria gosta de apelidar “Funk de Europa”.

O Music Valley encerrará com Karetus, a dupla de dance music e eletrónica formada por Carlos Silva e André Reis, os DJ’s oficiais da RFM Rich e Mendes e ainda Diego Miranda. O último a subir ao palco é Vintage Culture, pseudónimo de Lukas Ruiz, um DJ e produtor brasileiro de house music.