Já monopolizou o mundo do vídeo instantâneo e em tempo real com stories. Agora, o Instagram procura obter uma fatia do mercado de vídeo online, dominado pelo YouTube, com a IGTV, uma nova plataforma onde é possível encontrar vídeos de maior duração (até uma hora), estando organizada, automaticamente, em playlists contínuas.

Podem aceder à IGTV dentro do Instagram ou através de uma nova aplicação dedicada em iOS ou Android.

Icon da IGTV no Instagram e aplicação dedicada na App Store

Os principais fatores de destaque refletem-se tanto no próprio conteúdo como na sua organização.

O primeiro é a orientação do vídeo. Ao invés do tradicional 16:9 horizontal, que se tornou o standard da indústria de vídeo e televisão, o Instagram opta por vídeo vertical, sinalizando a sua posição mobile-first, de forma semelhante aos conteúdos Discover do Snapchat.

Outra diferença é a experiência de utilização. A plataforma tenta replicar um canal de televisão, na forma como se consome o conteúdo, através de um fluxo continuo de vídeos sugeridos. Isto vai contra plataformas como YouTube ou Netflix, onde tipicamente se escolhe o conteúdo de uma seleção ou pesquisa.

É de notar que qualquer utilizador pode criar um canal e publicar vídeos até 15 minutos diretamente do telemóvel, mas apenas “contas maiores” ou verificadas podem fazer uploads até uma hora. Estes têm de ser enviados a partir do computador, como se faz tradicionalmente no YouTube ou Vimeo.

O Instagram lançou a plataforma com conteúdos exclusivos de personalidades como Ninja, um dos maiores streamers de jogos atualmente, e Lele Pons, que ganhou fama na plataforma Vine.

Uma interface sem distrações

Interface do IGTV

Ao entrarem na IGTV, são imediatamente recebidos por um vídeo da secção For You, que organiza vídeos algoritmicamente a partir dos canais que já seguem no Instagram.

Em baixo, têm a secção “Browse”, que vos permite pesquisar ou trocar de playlist para “Following” ou “Popular”. Há também uma secção “Continue Watching” para vídeos que ficaram por acabar.

Ao tocarem no vídeo vêm os controlos de playback e os botões “Gostar”, “Comentar”, “Enviar via Direct” e “Mais Funções”, tal como num post de Instagram.

De resto, funciona de forma quase idêntica às Stories, podem passar para a direita para o próximo vídeo na playlist ou canal em que estão, ou deixar em reprodução automática.

Lê também: Conhece as novidades das Stories para dares tudo no Instagram

Uma receção inicial forte

Para além das parcerias já mencionadas, a IGTV conta já com conteúdo de bastantes criadores vindos do YouTube e do próprio Instagram.

Embora ainda não haja um modelo de publicidade e partilha de receitas como existe noutras plataformas, o CEO do Instagram, Kevin Systrom, indica que é uma possibilidade em consideração.

Numa altura em que há muita frustração face ao YouTube em muitas comunidades de criadores, uma alternativa como a IGTV é uma proposta apetecível.

Ao contrário de começar do zero numa nova plataforma, aqui contam com, potencialmente, os cerca de mil milhões de utilizadores do Instagram, e já trazem o avanço dos seus seguidores pré-existentes.