O dia de Santo António (13 de junho) foi o escolhido para divulgar o single de avanço do novo álbum de Stereossauro. Improvável ou não, Slow J formou uma dupla com o DJ que deu origem a Nunca Pares. Papillon e Plutonio integraram também o projeto. 

A portugalidade esteve na base de Nunca Pares. O novo single de Stereossauro e Slow J contou ainda com a participação de Papillon e Plutonio. O tema foi divulgado quarta feira (13) e podia muito bem ser um hino de apoio à Seleção Portuguesa de Futebol.

Com os acordes da típica guitarra portuguesa, Nunca Pares vai buscar as raízes da portugalidade. “2004 não foi normal/ 4+12 deu carnaval/ Éder agarra na bola/ e acaba com a história do quase / já cheira mal.” O que os primeiros versos adivinhavam que fosse uma música de apoio à seleção portuguesa de futebol, o vídeo acaba por dar um outro caminho.

O trio de artistas (Slow J, Papillon e Plutonio) já tinha colaborado em Iminente, do álbum Deepak Looper, de Papillon. Mais uma vez, o desafio foi superado e o trabalho conjunto acabou por resultar.

Stereossauro e Slow J já tinham trabalhado juntos no álbum Beatbombers LP, em Puristas. O regresso fica marcado pelo cheiro a Portugal que Nunca Pares transmite.

Novo álbum a caminho

Em entrevista ao Rimas e Batidas, Stereossauro revelou que “Este tema começou a ser pensado no início de 2017 com o Slow J. Já tínhamos a temática em mente. A ‘portugalidade’ foi sempre o conceito central de todo o disco desde o início. O instrumental teve diferentes versões ao longo deste ano. Comecei algumas versões, depois passei as pistas para o Slow J, que deu a volta dele ao beat. Fomos trocando mais umas ideias até este resultado final. Esta música é perfeita para estabelecer o mood do disco. O álbum viaja por várias sonoridades diferentes, mas sempre dentro do conceito.”

Fica a saber-se que o novo álbum de Stereossauro,  com edição no final deste ano, vai contar com muito daquilo que é português. Ora, o Fado não podia ficar de lado. “Não posso revelar nomes ainda, mas vai ter a participação de vários fadistas, que acederam ao meu convite para participar no disco”, explicou o DJ e produtor na mesma entrevista.