Três meses depois de ter sido cabeça-de-cartaz no Lisboa Dance Festival, a artista Nao oficializou nesta quarta o seu regresso à música. A londrina editou no dia 13 um novo single, intitulado Another Lifetime. O lançamento vem um dia após ter revelado, numa atuação televisiva, uma colaboração com a banda Chic.

Trata-se de uma balada de neo soul, abstraindo-se da eletrónica efusiva do disco de estreia de Nao, For All We Know. É o primeiro extrato do seu segundo álbum, em gravações há dois anos e a editar neste outono. O videoclipe, que tem como realizadores o duo Zhang + Knight, posiciona a artista nas ruas da cidade de Kiev.

A estreia da faixa fez-se na estação britânica BBC Radio 1, recebendo destaque como Hottest Record in the World. Em entrevista com a radialista Annie Mac, a cantora discutiu brevemente o tema do álbum, que parte das complicações emocionais da vida adulta.

Já em comunicado, Nao explica:

“[Esta música] chegou no fim do processo de escrita [do álbum] e de um processo emocional que estava a atravessar, derivado do final de uma relação especial a longo prazo. Terminá-la foi como o ponto final que precisava de pôr num período muito difícil da minha vida.”

O último lançamento de Nao chegou em setembro do ano passado, na forma de um single isolado: Nostalgia. De For All We Know, promovido com uma digressão que passou pelo Vodafone Mexefest, derivaram os singles Bad Blood e Fool to Love. O álbum gerou um EP de remisturas, a cargo dos produtores Kaytranada, SBTRKT ou Mura Masa.

Da neo soul ao disco, via Chic

A parceria musical entre Nao e os Chic (agora chamados Nile Rodgers & Chic)—grupo cimeiro da disco, com êxitos como Le Freak ou I Want Your Love—é finalmente consubstanciada em Boogie All Night. O tema foi apresentado no formato Later… with Jools Holland, do canal britânico BBC2; conta também com Mura Masa na guitarra.

Boogie All Night consta no novo álbum dos ícones da disco, intitulado It’s About Time; o registo sai a 7 de setembro. O disco reúne colaborações com Bruno Mars, Anderson. Paak, Disclosure, Jorja Smith ou Debbie Harry, dos Blondie. A capa é uma recriação da imagem do álbum de estreia dos Chic; nela, podem ser vistas as modelos Duckie Thot e Jazzelle Zanaughtti.

Comparação entre a capa do disco homónimo dos Chic (1977) e It’s About Time (2018). Fotografia: V Magazine / Divulgação