No próximo sábado, a Orquestra Gulbenkian atua no Estabelecimento Prisional de Leiria, no âmbito da primeira apresentação pública da terceira edição do projeto Ópera na Prisão, que estreia Só Zerlina, ou Così Fan Tutte?.

Esta é a primeira vez em 50 anos que a Orquestra Gulbenkian toca numa prisão, com um elenco formado por solistas profissionais e reclusos.

Paulo Lameiro, diretor da Sociedade Artística Musical dos Pousos (SAMP) e coordenador do projeto, em comunicado enviado ao Diário de Notícias, não esconde a satisfação deste momento único e gratificante para todos os intervenientes: «é a primeira vez que a Orquestra Gulbenkian toca dentro de uma prisão, e, ao que sabemos, é a primeira vez que, em todo o mundo, uma orquestra com este nível profissional acompanha uma ópera dentro de uma prisão».

Ópera na Prisão é um projeto cujo objetivo é a inclusão social através das artes e da cultura.

Neste ano, o projeto incidiu sobre as famílias dos reclusos, sendo que estiveram envolvidos 40 reclusos e 60 familiares que trabalharam com a SAMP, em contexto extra-prisional.

Segundo Paulo Lameiro, a presença da orquestra constitui uma mais-valia para estimular todos os elementos a uma melhor participação, contribuindo, desse modo, para incrementar mais interesse e conhecimento pela área e para ampliar os horizontes sócio-culturais dos reclusos.

Pavilhão Mozart: um espaço de cultura na prisão de Leiria

O projeto, intitulado Pavilhão Mozart, nasce no âmbito do programa Ópera na Prisão e visa dar continuidade à criação e produção artística com os reclusos.

Neste espaço, vão ser trabalhadas, em colaboração com outros parceiros locais e nacionais, as artes performativas, a cultura e a educação, contribuindo para uma reintegração mais humanitária da vida na sociedade.

Onde podes assistir a Só Zerlina, ou Così Fan Tutte?

A Orquestra Gulbenkian vai apresentar Só Zerlina, ou Così Fan Tutte? no próximo sábado, dia 9, na Tanoaria do Estabelecimento Prisional de Leiria. Após esta estreia, a orquestra regressa a Lisboa para mais apresentações no Grande Auditório Gulbenkian, nos dias 12 e 13 de julho.

LÊ TAMBÉM: PELA ÁGUA EM ESTREIA NO TEATRO ABERTO