Ao que parece, as portas do Instituto de Nova Iorque e a história de Jace, Clary e os seus colegas Shadowhunters terá um final antecipado. Isto porque a rede de televisão americana Freeform acaba de cancelar a série.

Lê também: Shadowhunters: Regressa a história de amor de Jace e Clary

A especulação era já alguma, nas passadas semanas. As gravações e a exibição dos episódios sofreram uma brusca paragem. Agora, surge finalmente a confirmação de que não existirá uma 4.ª temporada.

Assim, não é de estranhar que os fãs da série estejam há três semanas à espera para saber o que aconteceu a Clary, após a grande explosão no final do episódio 10. Esse foi o final da parte A da 3.ª temporada.

Após este final, toda a equipa ficou a pensar que Clary estaria mesmo morta. No que a isto diz respeito, o produtor executivo Todd Slavkin confirmou, à TVLine, que a atriz Katherine Mcnamara continuaria na série. Indício disso mesmo foi o aparecimento da mão de Jonathan (Will Tudor), que mostra que ainda existe algo por acontecer.

A segunda e última parte da temporada terá início na primavera de 2019 e está já intitulada de Shadowhunters: The Final Hunt. Mas nem tudo é mau neste final, uma vez que os fãs terão direito a um último episódio de duas horas. Esta segunda parte terá 12 episódios.

Ao longo do 3.º capítulo deste drama supernatural, a série teve, em média, cerca de 400 mil espectadores por semana registados pela rede de televisão. Este número consiste num elevado decréscimo, comparativamente à temporada anterior, e deixou Shadowhunters em 5.º lugar no ranking de todos os programas da Freeform.

Em declarações, a rede de televisão assumiu o orgulho na série, “uma série que abriu novos horizontes ao nível deste género e conseguiu tornar-se uma favorita dos fãs”.

A Freeform acrescenta que esta foi uma decisão tomada em conjunto com a produtora da série, a Constantin Films. Ambas concordaram, no entanto, que os fãs mereciam “um final apropriado”. Deixou ainda um último agradecimento a todas as “talentosas pessoas inseridas no projeto”, por toda a sua dedicação e uma nota de entusiasmo pelo último capítulo deste “drama inovador.”