Dia 23 de junho todos (ou quase todos) os caminhos vão dar ao primeiro dia do Rock in Rio, em Lisboa. Para a oitava edição do festival, a organização apresentou um plano de oferta de transportes. Dele fazem parte táxis a preços fixos, descontos ou horários alargados.

O plano de mobilidade envolverá, no total, 12 operadores. São eles a Abreu, Budget, BusUp, Carris, Cityrama, CP (Urbanos e Longo-Curso), Fertagus, Metro de Lisboa, mytaxi, Transtejo e Soflusa e Rede Expressos. O objetivo é incentivar os festivaleiros a chegarem ao recinto a partir de transportes públicos.

O Metropolitano de Lisboa vai prolongar os horários até às três da manhã (uma hora depois do final das atuações)com serviço nas quatro linhas e em cerca de 30 estações seleccionadas. Os metros vão passar de seis em seis minutos.

Já pela CP, as viagens vão ser gratuitas para quem usar os comboios das linhas de Sintra e de Cascais. Mas atenção, só é possível mediante a apresentação do bilhete de entrada no Rock in Rio.

A Fertagus, os comboios que atravessam a ponte de 25 de Abril, vai oferecer vouchers de estacionamentos nos parques automóveis localizados ao longo das estações da margem sul.

A Mytaxi vai assegurar táxis colectivos na capital, com viagens a custos fixos. Mas há mais. A organização do evento colocará ainda em circulação um shuttle (por 12 euros, ida e volta) que assegurará trajeto entre o recinto do festival e vários pontos estratégicos da capital. Entre eles, Cascais Villa, Beloura Shopping, Oeiras Parque, Strada Outlet e Forum Montijo.

Nesta edição, o Rock in Rio Lisboa volta a ter um parque de estacionamento exclusivo para bicicletas.

Todas as opões já estão disponíveis no site oficial do evento para consulta.

O Rock in Rio Lisboa acontece em Portugal a cada dois anos, no Parque da Bela Vista, em Lisboa, com capacidade para cerca de 90 mil pessoas. Este ano, a 23, 24, 29 e 30 de Junho o recinto do RIR vai voltar a respirar música.