Fotografia: Daniela Carmo / Espalha-Factos

North Music Festival: A Alfândega do Porto foi ao rubro ao som de Gogol Bordello

As portas da Alfândega do Porto abriram-se para receber o North Music Festival. Esta sexta feira (25) foi o primeiro dia do festival. Pelo palco principal passaram Gogol Bordello, Guano Apes, Linda Martini e Da Chick.

Os concertos arrancaram com um público ainda tímido, o que viria a mudar algum tempo depois. Da Chick fez as honras e apesar da insistência para que o público viesse para a frente do palco, só algumas horas mais tarde é que este responderia ao pedido.

Seguiu-se a banda portuguesa Linda Martini, que em fevereiro lançou novo álbum com nome homónimo, e começou a aquecer o público. Na atuação, o grupo passou por grandes êxitos como Amor Combate ou Ratos. As novas músicas não foram esquecidas e o público vibrou ao som de Boca de Sal e Gravidade.

O que Linda Martini aqueceu, Guano Apes fez fervilhar

Memorável, o concerto de Guano Apes contou com dois aniversários. Sandra Nasic, a vocalista, anunciou que era o seu aniversário, mas o público antecipou-se. Num dos cartazes, na linha da frente do palco, podia ler-se Happy Birthday Sandra (‘Feliz Aniversário Sandra’).

A atuação dos Guano Apes no North Music Festival marcou a celebração dos vinte anos da edição do primeiro álbum, Proud Like a God XX.

O momento em que a banda mais esperada da noite viria a atuar aproximava-se. Gogol Bordello subiram ao palco para um concerto de quase duas horas.

Entre saltos, bater de palmas e ovações, o grupo entrou no palco principal. Avizinhava-se um concerto frenético, repleto de movimentos desordenados do público. A mistura entre música cigana, punk rock e folclore eslavo agitou o recinto da Alfândega do Porto.

A banda liderada por Eugene Hütz, cantou algumas músicas do novo álbum Seekers and Finders. De lado não ficaram grandes êxitos como Wonderlust King ou Start wearing purple.

Paz, amor e humildade’ foi a mensagem passada em português pelos Gogol Bordello. O rufar das guitarras e do violino, da banda, alinharam-se com as palmas e os heys, do público, para tomar conta da atmosfera.

Este sábado é o segundo e último dia do festival. O North Music Festival conta com The Prodigy como cabeça de cartaz.

Antes vai passar pelo palco o concerto Especial Mutantes S21, do grupo português Mão Morta.

O artista em ascensão, Slow J passa pelo palco principal da Alfândega do Porto pelas 20h15, para provar que o North Music Festival também se completa com Hip Hop.

Para abrir o segundo dia, o festival conta com First Breath After Coma. Os concertos começam pelas 19h, de sábado.

 

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Zena André Abrantes
Big Brother. Imagens explícitas de Zena e André Abrantes motivam “repúdio” da Endemol