As portas da Alfândega do Porto abriram-se para receber o North Music Festival. Esta sexta feira (25) foi o primeiro dia do festival. Pelo palco principal passaram Gogol Bordello, Guano Apes, Linda Martini e Da Chick.

Os concertos arrancaram com um público ainda tímido, o que viria a mudar algum tempo depois. Da Chick fez as honras e apesar da insistência para que o público viesse para a frente do palco, só algumas horas mais tarde é que este responderia ao pedido.

Seguiu-se a banda portuguesa Linda Martini, que em fevereiro lançou novo álbum com nome homónimo, e começou a aquecer o público. Na atuação, o grupo passou por grandes êxitos como Amor Combate ou Ratos. As novas músicas não foram esquecidas e o público vibrou ao som de Boca de Sal e Gravidade.

O que Linda Martini aqueceu, Guano Apes fez fervilhar

Memorável, o concerto de Guano Apes contou com dois aniversários. Sandra Nasic, a vocalista, anunciou que era o seu aniversário, mas o público antecipou-se. Num dos cartazes, na linha da frente do palco, podia ler-se Happy Birthday Sandra (‘Feliz Aniversário Sandra’).

A atuação dos Guano Apes no North Music Festival marcou a celebração dos vinte anos da edição do primeiro álbum, Proud Like a God XX.

O momento em que a banda mais esperada da noite viria a atuar aproximava-se. Gogol Bordello subiram ao palco para um concerto de quase duas horas.

Entre saltos, bater de palmas e ovações, o grupo entrou no palco principal. Avizinhava-se um concerto frenético, repleto de movimentos desordenados do público. A mistura entre música cigana, punk rock e folclore eslavo agitou o recinto da Alfândega do Porto.

A banda liderada por Eugene Hütz, cantou algumas músicas do novo álbum Seekers and Finders. De lado não ficaram grandes êxitos como Wonderlust King ou Start wearing purple.

Paz, amor e humildade’ foi a mensagem passada em português pelos Gogol Bordello. O rufar das guitarras e do violino, da banda, alinharam-se com as palmas e os heys, do público, para tomar conta da atmosfera.

Este sábado é o segundo e último dia do festival. O North Music Festival conta com The Prodigy como cabeça de cartaz.

Antes vai passar pelo palco o concerto Especial Mutantes S21, do grupo português Mão Morta.

O artista em ascensão, Slow J passa pelo palco principal da Alfândega do Porto pelas 20h15, para provar que o North Music Festival também se completa com Hip Hop.

Para abrir o segundo dia, o festival conta com First Breath After Coma. Os concertos começam pelas 19h, de sábado.