O primeiro trailer de Mowgli, divulgado na passada segunda-feira (22) pela Warner Brothers, não deixa dúvidas: “O Livro da Selva” ganhou uma nova adaptação mais sombria e próxima do tom original da obra de 1894.

Andy Serkis, conhecido por dar vida a personagens não-humanas através de captura de movimentos (Gollum e Caesar), assume a realização de mais uma adaptação dos contos do autor inglês Rudyard Kipling – “O Livro da Selva”. Nas palavras do realizador, “não haverá animais a cantar ou a dançar”, uma vez que esta versão se assemelha mais à obra original de finais do século XIX, período de colonização britânica da Índia.

Mowgli conta a história de uma criança criada por uma matilha de lobos que procura ser aceite como igual pelos animais das selvas da Índia. Enquanto procura o seu papel no meio que o rodeia, Mowgli enfrenta não só o temível tigre Shere Khan, mas também as suas origens humanas. Apesar do coração da narrativa ser já conhecido pelo grande público, Serkis garante uma abordagem mais matura e sombria da história da criança-lobo, com especial foco na procura da sua identidade.

Esta não é a primeira adaptação live-action da história de Mowgli. A versão mais recente, O Livro da Selva de Jon Favreau, lançada em 2016 foi uma aposta da Disney que se tornou num sucesso comercial a nível mundial. Em entrevista à IndieWire, Serkis conta que o processo de pré-produção com a Warner Brothers se encontrava em curso, até que se deram conta que se encontravam numa corrida contra o tempo com a Disney – “Decidimos que seria inútil lançar os filmes ao mesmo tempo. Podíamos tê-lo feito, mas seria injusto. [Mowgli] precisava de mais oxigénio.” O hiato de dois anos permitiu aperfeiçoar a história e beneficiar dos avanços tecnológicos.

Mowgli conta com um elenco de luxo: Cate Blanchett, Benedict Cumberbatch, Christian Bale, Peter Mullan, Matthew Rhys, Naomie Harris e Freida Pinto. O papel principal é interpretado pelo jovem ator Rohan Chand e Serkis atua também a seu lado na pele do urso Baloo. O filme tem estreia marcada para 25 de outubro de 2018 em Portugal.