Na semana da estreia da nova temporada de 13 Reasons Why, Selena Gomez anunciou via Twitter a doação de parte do lucro da banda sonora da série para instituições de prevenção do suicídio infantojuvenil.

A cantora e produtora executiva da série original Netflix vai encaminhar as receitas que obtiver para os projetos The Trevor Project e Crisis Text Line.

A música da nova temporada incluiu músicas da própria Selena, contribuições de Khalid e Logic, assim como diversos temas das bandas New Order, One Republic, Echo & The Bunnymen e Tears For Fears, entre outros artistas.

 

https://platform.twitter.com/widgets.js

Ambas as instituições anunciadas por Gomez são organizações sem fins lucrativos que providenciam recursos contra a depressão e o suicídio, incluindo serviços de apoio confidencial por telefone ou mensagem eletrónica.

Lê também: Elenco de ‘13 Reasons Why‘ defende cenas gráficas de violação e suicídio

O retrato do sofrimento e suicídio de Hannah (Katherine Langford) abriu o debate fora do ecrã sobre diversos temas e tabus latentes na vida adolescente. Por isso mesmo, a vertente solidária da série foca-se em entidades focadas na luta contra este tipo de problemáticas sociais.

Fundada no ano de 1998 em West Hollywood (EUA, Califórnia), a organização The Trevor Project fornece informação e previne o suicídio de jovens das comunidades LGBT+ e queer. O impacto da organização abrange variados recursos, entre eles a formação de um centro de apoio – o Trevor Support Centre; o funcionamento de uma linha telefónica de apoio; organização de eventos; divulgação de notícias e informação; ações de voluntariado e workshops.

Já a Crisis Text Line providencia um serviço de apoio gratuito via SMS, direcionado para utilizadores em situação de crise ou em carência de apoio psicológico. Disponível durante 24 horas, o sistema algorítmico do serviço faz a triagem e organização das mensagens recebidas, de acordo com a respetiva gravidade e urgência. Fundada em 2013 na cidade de Nova Iorque, a Crisis Text Line conta hoje com um total de 62 milhões de mensagens processadas. O serviço está disponível nos Estados Unidos, Canadá e Reino Unido.

O que trouxe a segunda temporada de 13 Reasons Why?

A continuação da trama em torno da morte de Hannah Baker estreou na passada sexta-feira (18), na Netflix. Treze novos episódios relatam o processo judicial dos pais de Hannah contra a escola da adolescente e várias fotografias polaroid reveladoras de um novo segredo do enredo.

Para além desta contribuição solidária anunciada por Gomez, a segunda temporada de 13 Reasons Why também trouxe consigo recursos de apoio adicionais. Ficámos a saber em março que a produção da Netflix passaria a transmitir vídeos introdutórios em cada episódio, nos quais alguns atores do elenco consciencializam os visualizadores sobre as problemáticas abordadas no enredo e possíveis recursos para a sua solução.

Lê Também: ’13 Reasons Why’ passa a ter aviso antes de cada episódio

Um segundo capítulo do documentário Beyond the reasons voltou também a reunir atores do elenco, argumentistas e especialistas em saúde mental numa análise de cada episódio desta segunda temporada.

Apesar do sucesso da estreia, a festa de promoção da nova temporada acabou por ser cancelada pela produção. Na manhã do próprio dia 18, a notícia do tiroteio na escola Santa Fe High School em Houston (Texas, EUA) comoveu a produção e atores de 13 Reasons Why. Após o cancelamento do evento, Selena Gomez pronunciou-se em relação à tragédia no seu Estado-natal, através da sua conta pessoal de Instagram.

“Estou sem palavras ao ver outro tiroteio numa escola. Desta vez, no meu estado-natal Texas. O Congresso continua sem fazer absolutamente nada e isso é enfurecedor. Os meus pensamentos estão com as famílias de #SantaFe, que deveriam estar a sonhar com as suas férias de verão passadas com as pessoas que amam. Por favor vão a @everytown e vejam como podem fazer parte deste movimento, que necessita de ser ouvido mais alto”.
Fonte: Divulgação/Instagram @selenagomez