No início de maio, a Google apresentou oficialmente a próxima versão do Android durante a conferência Google I/O. Conhecida para já apenas como Android P, a nova versão apresenta uma longa lista de novidades e otimizações, entre elas um gesto para ativação automática do modo Do Not Disturb e uma gestão de bateria otimizada.

O Espalha-Factos analisou as novidades da próxima versão do Android e compilou uma lista das 5 que considerámos mais interessantes para os utilizadores.

Bateria adaptativa

Uma maior duração da carga da bateria é (ou deverá ser) um dos maiores desejos dos utilizadores de smartphones. Para responder a isso, a Google vai introduzir alterações à forma como o Android gere os recursos. O sistema operativo passará a dar prioridade às aplicações mais usadas, ignorando as menos utilizadas até que sejam abertas pelo utilizador.

Imagens nas notificações

O Android P vai permitir a apresentação de imagens nas notificações. Por exemplo, quando recebes uma fotografia através do Messenger, a notificação irá incluir uma pré-visualização dessa mesma imagem. A funcionalidade requer, no entanto, que os autores das aplicações incluam suporte para ela.

Nova cara para as definições

Uma vez mais, a Google decidiu alterar o design das definições. Não há muito a dizer aqui, a não ser que os ícones vão ser mais coloridos.

Lê também: Fabricantes de smartphones “mentem” nas atualizações

Suporte para o notch

O famoso [e incrivelmente imbecil] notch, introduzido pela Apple, passa a ser suportado de forma nativa pelo Android. Os fabricantes que pretendam desperdiçar espaço do ecrã para coisa nenhuma terão a vida facilitada.

Sush, o “¿Por qué no te callas?” do Android P

Sush é o nome do gesto que ativará automaticamente a funcionalidade Do Not Disturb (Não Incomodar). Para o ativar, basta colocar o smartphone com o ecrã para baixo numa superfície plana. A funcionalidade permite, no entanto, definir uma lista de contactos cujas chamadas e notificações geram alertas sonoros quando ela está ativa.

Data de lançamento e versões de teste

Estas e outras novidades irão chegar oficialmente aos utilizadores a partir de meados de agosto, tal como tem acontecido nos lançamentos anteriores. Os mais intrépidos podem sempre instalar as versões de teste que a Google vai disponibilizando, desde que sejam compatíveis com os seus equipamentos e se inscrevam no programa de testes do Android.

Os equipamentos compatíveis com as versões de testes do Android P são:

  • Pixel
  • Pixel XL
  • Pixel 2
  • Pixel 2 XL
  • Nokia 7 Plus
  • Essential Phone
  • Oppo R15 Pro
  • Sony Xperia XZ2
  • Vivo X21UD
  • Vivo X21
  • Xiaomi Mi Mix 2S

Nunca é demais lembrar que são versões beta, ou seja, não são consideradas estáveis para utilização diária. Isso não significa, no entanto, que possam ter problemas, mas é de esperar que possa acontecer.

Qual será o nome oficial do Android P?

Como referimos no início do artigo, a próxima versão do Android ainda só é conhecida como Android P. A internet, no entanto, tem especulado sobre o eventual nome oficial. Será Android Peanut Butter? Ou Android Peppermint? Talvez Android Popsicle?

O que sabemos até ao momento é que se deverá manter a tradição de usar o nome de um doce. A versão 8.x do sistema operativo foi chamado de Android Oreo, a versão 7.x de Android Nougat e a 6.x de Marshmallow. O mesmo se passou com as restantes versões.

E com esta, hein? Que nome achas que terá a versão 9.x do Android? Escolhe uma das opções abaixo ou deixa a tua sugestão nos comentários.

Qual a tua aposta para o nome oficial do Android P?

  • Android Pie (40%, 4 Votes)
  • Android Peanut Butter (20%, 2 Votes)
  • Android Popsicle (20%, 2 Votes)
  • Android Pancake (10%, 1 Votes)
  • Android Peppermint (10%, 1 Votes)
  • Android Pop Tart (0%, 0 Votes)
  • Outro (0%, 0 Votes)

Total Voters: 10

Loading ... Loading ...