Cristiano Ronaldo vai aventurar-se no mundo das séries. Foi revelado que o jogador português será produtor executivo de uma série criada para o Facebook Watch. A história vai retratar futebolistas americanas adolescentes que unem a sua comunidade local através do futebol.

A série vai ser escrita por Liz Garcia e Josh Harto, criadores de Memphis Beat, e é apoiada pelo estúdio wiip. Esta é a segunda produção do estúdio para o Facebook, depois do anúncio de Queen America, protagonizada por Catherine Zeta-Jones.

Lê também: CANAIS DE INFORMAÇÃO BATEM RECORDES COM AGRESSÕES NO SPORTING

Temas como a divisão racial, a diversidade ética e a diferença de classes, atualmente muito discutidas nos Estados Unidos, serão abordados ao longo da história. Outro objetivo é mostrar como raparigas conseguem colmatar superar os problemas da adolescência através do mundo da competição desportiva.

A “boa televisão” que Ronaldo quer criar

O apoio de Cristiano Ronaldo é a grande nota de destaque deste anúncio. O atual detentor da Bola de Ouro revelou que gosta de ver “boa televisão” nos seus tempos livres. Por isso, considera que ser produtor executivo “será uma experiência fantástica”. O jogador português esclarece que a série não falará só de futebol, mas de vários dramas pessoais e sociais, resumindo numa palavra: “É sobre a Vida”.

Paul Lee, criador do estúdio wiip, considerou que a série tem um “apelo global, passando-se no cenário do desporto mais popular do mundo”. Sobre a nova parceria com o Facebook Watch, Lee afirma que está “encantado”.

Lê também: ‘O JARDIM’ SUPERA DERROTA EUROVISIVA E CHEGA AOS TOPS MUNDIAIS

Numa declaração conjunta, os criadores da série, Garcia e Harto, disseram que o valor de intimidade do Facebook ajudará a criar histórias sobre “jovens mulheres a descobrirem as suas forças”.

Depois de já ter começado a transmitir jogos de futebol da Liga dos Campeões, da Liga Americana e da Liga Mexicana, Facebook volta a apostar no desporto para promover a sua plataforma de streaming. A rede social indica que espera continuar a apostas em projetos aliciantes para o público digital.