O jornalista André Macedo apresentou a sua demissão da RTP e deixa assim o cargo de diretor-adjunto na Direção de Informação do canal público.

Num tweet sobre o assunto, o agora ex-diretor sublinha ter feito “um bom programa” e ter deixado “alguns amigos“, preparando-se agora para “um novo ciclo“.

De acordo com o jornal Correio da Manhã, a decisão foi comunicada à administração do grupo estatal há duas semanas e segue-se à confirmação, durante a tarde de terça-feira (15), que Paulo Dentinho continuará como Diretor de Informação. Gonçalo Reis, presidente do Conselho de Administração, sublinhou valorizar “a estabilidade” na informação da RTP, em declarações à Comissão Parlamentar de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto.

Eventuais ajustes em direções, de conteúdos e não só“, serão “sempre tratadas com toda a ponderação, no devido momento, que ainda não chegou e cumprindo os procedimentos adequados“, afirmou o gestor, citado pelo Jornal de Notícias.

A saída de André Macedo, dois anos depois da sua chegada à estação pública, segue-se a uma entrada conturbada. Na altura em que foi nomeado para o cargo, o Conselho de Redação (CR) rejeitou a sua contratação, considerando que a prioridade devia ser dada à contratação de jornalistas que assegurassem “tarefas quotidianas da redação, em detrimento de jornalistas diretores“, sublinhando ainda “carência de recursos humanos” e uma Direção de Informação sobredimensionada.