Dois anos após do aclamado Puberty 2, a cantautora Mitski traz-nos notícias do seu novo projeto. Anunciado nesta segunda, o novo álbum da nipo-americana intitula-se Be the Cowboy; será editado a 17 de agosto. Foi também disponibilizado o teledisco para o primeiro single, Geyser.

A notícia surge num comunicado da gravadora Dead Oceans. Mitski gravou Be the Cowboy entre digressões, tendo sido a última — a Melodrama World Tour — em conjunto com Lorde e Run the Jewels. “Muito deste álbum fui eu a não ter quaisquer sentimentos, completamente esgotada,” diz a cantora, “mas a tentar recuperar-me, acordar e voltar [a mim]. Estava a sentir-me muito niilista e a tentar fazer canções pop.”

Depois de Puberty 2, uma “evolução” artística

No novo registo, gravado com o produtor Patrick Hyland, a cantautora diz ter limitado o som da guitarra distorcida. “Tornou-se algo pelo qual as pessoas me reconheciam e quis ter a certeza de que não me repetia ou acidentalmente criava um som de marca.”

Tematicamente, Mitski articulou “narrativa e ficção“. A personagem central que criou é uma “mulher muito controlada, gélida, reprimida que se começa a revelar. Como as mulheres têm pouco poder e mostrar emoção é visto como uma fraqueza, [ela] agarra-se a qualquer quantidade de controlo que possa ter. Ainda assim, há algo muito primordial nela que está a tentar arranjar forma de escapar.

É ao encontro desta temática que vai Geyser, a primeira faixa disponibilizada de Be the Cowboy. As letras versam sobre “uma mulher que não consegue conter-se mais. Está prestes a explodir, soltando uma torrente de desejo e paixão que tem estado a acumular interiormente.”

Puberty 2, editado em junho de 2016, foi escolhido por vários críticos como um dos melhores discos do ano; gerou, como singlesHappy Your Best American Girl. Na tournée promocional, Mitski integrou o alinhamento do NOS Primavera Sound 2017.

O novo álbum encontra-se em pré-venda em suporte digital, CD e vinil. A partir de setembro, Mitski estará em digressão pela Europa, com datas no Reino Unido, França e Bélgica, entre outros.