A edição de 2018 da Eurovisão fica marcada por mais uma polémica. Os responsáveis pela organização do evento cancelaram o contrato com o canal Mango TV, interrompendo assim a transmissão do festival na China.

A decisão surge depois de a transmissão chinesa do evento ter censurado a atuação da Albânia, devido às tatuagens do cantor, e da Irlanda, devido a uma dança que espelha uma relação homossexual.

União Europeia da Radiodifusão, (UER), a organizadora do festival da Eurovisão, afirmou numa declaração que a censura da Mango TV “vai contra a linha de universalidade e inclusividade e a nossa tradição de defender diversidade”. Por isso, o canal chinês “está proibido de transmitir a segunda semifinal e a grande final”.

O problema chinês

Segundo as regras de transmissão chinesas, os canais não podem passar imagens de “relações e comportamentos sexuais anormais, como incesto, sexo homossexual, agressão sexual e violência sexual”. Outros regulamentos dizem que “tatuagens, cultura hip-hop, sub-cultura e cultura decadente” não podem ir para o ar.

O contrato com a Mango TV foi acordado em 2015 e, passado um ano, a Grande Final foi transmitida, pela primeira vez, em direto no país asiático. Nesse mesmo ano, houve rumores de que a China poderia um dia participar de forma especial na competição, mas não chegaram a concretizar-se.

Eurovisão

Atuação da Albânia na 1ª Semifinal

Por agora ainda não se sabe que consequências a longo prazo terá esta decisão. Teremos de esperar para descobrir se a Eurovisão fará um contrato com outra estação chinesa, ou se não será possível a transmissão das próximas edições do festival no país.

Não esquecer ainda que este ano vai se realizar a primeira edição da Eurovisão Ásia, a versão asiática da competição. A China é um dos países mais preponderantes do continente e, por isso, esta é uma polémica que poderá ganhar novos capítulos.

Lê também: EUROVISÃO 2018: ESTAS SÃO AS 26 CANÇÕES QUE ESTÃO NA FINAL

As músicas no centro do furacão

O cantor Ryan O’Shaughnessy, o representante da Irlanda na edição deste ano, já aprovou a decisão feita pela organização do festival. “Acho que é uma decisão importante […] e no caminho certo”, considerou o cantor irlandês.

Tanto a Albânia como a Irlanda estarão na Grande Final da Eurovisão 2018. Aproveita para veres ou reveres as suas atuações.

Albânia

Irlanda