Já foram revelados os filmes vencedores da 15ª edição do IndieLisboa, que decorreu entre os dias 26 de abril e 6 de maio.  As sessões de vencedores prolongam-se até quarta-feira. 

Os filmes brasileiros Baronesa (Juliana Antunes)Lembro Mais dos Corvos (Gustavo Vinagre),  foram ambos distinguidos em ex-aequo com o Grande Prémio de Longa Metragem Cidade de Lisboa e o Prémio Especial do Júri canais TVCine & Séries.

Estes retratam duas histórias diferentes em terras brasileiras. Juliana Antunes retrata o íntimo de duas mulheres na favela de Belo Horizonte. Por outro lado Gustavo, Vinagre mostra uma conversa com um transsexual numa noite de insónias.

Já o Grande Prémio de Curta Metragem Internacional foi para a animação Solar Walk da realizadora alemã Réka Busci – realizadora já premiada em festivais internacionais.

Na Competição Nacional, Our Madness de João Viana venceu o Prémio Allianz para Melhor Longa Metragem Portuguesa. O filme acompanha Emania na sua deriva espectral por Moçambique, à procura do seu marido e filho.

[vimeo 252555616 w=640 h=360]

Os Mortos de Gonçalo Robalo foi o grande vencedor do Prémio Dolce Gusto para Melhor Curta Metragem Portuguesa. O  Prémio Melhor Realizador para Longa Metragem Portuguesa foi para André Gil Mata pelo filme A Árvore.

Na secção Novíssimos, venceu o documentário Infância, Adolescência, Juventude de Rúben Gonçalves. Realizador estreante e montador de Vigília e da longa metragem de Pedro Cabeleira, Verão Danado.

De 7 a 9 de Maio os filmes premiados no IndieLisboa2018 vão passar no Cinema Ideal. Todos os filmes serão exibidos com legendas em português e inglês.

Lista completa dos filmes vencedores:

Júri da Competição Internacional de Longas Metragens

Grande Prémio de Longa Metragem Cidade de Lisboa

EX-AEQUO
Baronesa, de Juliana Antunes
Lembro Mais dos Corvos, de Gustavo Vinagre

Prémio Especial do Júri canais TVCine & Series

EX-AEQUO
Baronesa, de Juliana Antunes
Lembro Mais dos Corvos, de Gustavo Vinagre

Júri da Competição Internacional de Curtas Metragens

Grande Prémio de Curta Metragem
Solar Walk, de Réka Bucsi

Prémio Silvestre para Melhor Curta Metragem
Braguino, de Clément Cogitore 

Prémio Turismo de Macau para Melhor Animação
Rabbit’s Blood, de Sarina Nihei

Prémio Turismo de Macau para Melhor Documentário
La bonne education, de GuYu

Prémio Turismo de Macau para Melhor Ficção
Matria, de Álvaro Gago

Menção Honrosa Prémio Turismo de Macau para Melhor Ficção
Coqueluche, de Aurélien Peyre

Júri da Competição Nacional

Prémio Allianz para Melhor Longa Metragem Portuguesa
Our Madness, de João Viana

Prémio Dolce Gusto para Melhor Curta Metragem Portuguesa
Os Mortos, de Gonçalo Robalo 

Prémio Melhor Realizador para Longa Metragem Portuguesa
André Gil Mata, pela A Árvore 

Prémio Novo Talento FCSH/Nova
Amor, Avenidas Novas, de Duarte Coimbra

Prémio Novíssimos Walla Collective + Portugal Film
Infância, Adolescência, Juventude, de Rúben Gonçalves\

Menção Honrosa Prémio Novíssimos Walla Collective + Portugal Film
Fauna
, de Lúcia Pires

Júri Silvestre

Prémio Silvestre para Melhor Longa Metragem
O Processo, de Maria Augusta Ramos

Júri IndieMusic

Prémio IndieMusic Schweppes
Matangi/Maya/M.I.A, de Steve Loveridge

Júri da Amnistia Internacional

Prémio Amnistia Internacional
Waste N0.5 The Raft of the Medusa, de Jan Ijäs 

Júri Árvore da Vida

Prémio Árvore da Vida para Filme Português
Russa, de João Salaviza e Ricardo Alves Júnior

Menção Honrosa
Bostofrio – Oú le Ciel Rejoint la Terre, de Paulo Carneiro

Júri Escolas

Prémio Escolas
Tremors, de Dawid Bodzak 

Júri Universidades

Prémio Universidades
An Elephant Stings Still, de Hu Bo

Júri do Público 

Prémio Longa Metragem
O Processo, de Maria Augusta Ramos 

Prémio Curta Metragem
Stay Ups, de Joanna Rytel

Prémio do Público IndieJúnior DoctorGummy
Professor Sapo, de Anna van der Heide