No número 22 da Rua do Ferraz, no Porto, nasceu a nova livraria da cidade. A Trezor abriu no dia 13 de abril e tem mais de 600 livros em inglês, que vão desde a ficção à poesia, com um conceito alternativo às típicas livrarias.

A ideia foi de Luka Palan, de nacionalidade checa, que trabalhou durante toda a vida em livrarias em Praga. No ano passado, apaixonou-se por uma portuguesa, a estudar na capital checa, e mudou-se para a Invicta.

Este modelo de negócio alternativo pretende separar-se das livrarias convencionais, aproximando-se do público leitor, num ambiente descontraído, divertido e no fundo, menos comercial.

A Trezor é um dos únicos lugares na cidade onde podes encontrar autores checos, polacos ou romenos. Por enquanto, a livraria vende apenas livros em inglês, mas conta já com 500 livros novos e 150 usados.

Os preços variam entre os 9 e os 15 euros (os livros usados podem chegar aos 5 euros) e Luka Palan garante que 90% das obras não existem nas livrarias típicas.

Mas a Trezor é muito mais do que uma livraria. O espaço, com 70 metros quadrados, oferece 25 lugares sentados, uma pequena sala para exposições de artistas locais, apresentações de livros e workshops e ainda um bar.

Foto: página oficial da Trevor no Facebook

Luka Palan, que lê cerca de 100 livros por ano, quis criar um espaço onde pudesse conviver com os leitores, ao mesmo tempo que lhes recomenda os melhores livros a ler.

Mas há mais: se comprares um livro de Fiódor Dostoiévski, recebes um shot de vodka grátis. Se optares por Henry Miller, terás um shot de rum à tua espera. O bar tem ainda cervejas Coruja (2,50 euros), vinho (3 euros), café, refrigerantes e aperitivos checos.

Podes consultar o catálogo completo no site da Trezor. A livraria está aberta das 10h às 19h às terças, quartas e sextas. Às quintas-feiras abre portas ao 12h e encerra às 21h e ao sábado está aberta das 12h às 20h. Fecha ao domingo e segunda-feira.

LÊ TAMBÉM: DIA MUNDIAL DO LIVRO: AS NOVIDADES DE ABRIL EM LIVROS