A comemoração dos 44 anos do 25 de abril está a chegar. Por ser uma data histórica para Portugal, o Espalha-Factos dá-te 7 sugestões de atividades para celebrares este dia em Lisboa e no Porto.

Lisboa

Manhã em família no Jardim do Campo Grande

O Jardim do Campo Grande, agora Jardim Mário Soares, vai ser palco de várias atividades ao longo da manhã do dia 25 de abril. Entre as 10h e as 13h vão decorrer oficinas pedagógicas e atividades desportivas para toda a família. Às 11h30 atua o grupo coral AlCante e às 12h15 é a vez da Orquestra Geração.

Fotografia – Visualhunt

A reabertura da zona sul do Jardim vai acontecer no mesmo dia, após obras de requalificação. A cerimónia vai contar com a presença da família do homenageado Mário Soares. O presidente da Câmara, Fernando Medina, o primeiro-ministro, António Costa, e o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, também vão marcar presença.

Conhecer os Paços do Concelho

As portas dos Paços do Concelho vão estar abertas no dia 25 de abril para todos os que o quiserem conhecer. O espaço é sede da Câmara Municipal de Lisboa e foi construído entre 1865 e 1880.

Fotografia – Câmara Municipal de Lisboa

Neste local histórico a decoração ocupa lugar de destaque, com pinturas de Columbano Bordalo Pinheiro e de José Malhoa, entre outros. Foi na varanda deste edifício que se proclamou a República Portuguesa, a 5 de outubro de 1910.

Abril no Museu do Aljube

O Museu do Aljube – Resistência e Liberdade dedica-se à memória da ditadura e à resistência no caminho pela liberdade. Assinala o 44.º aniversário da Revolução dos Cravos com um vasto programa e o dia 25 vai ser muito preenchido.

Fotografia – Câmara Municipal de Lisboa

Entre as 10h e as 18h, o museu vai estar aberto à comunidade a recolher testemunhos e objetos. Todos são convidados a partilhar as suas memórias ou as de familiares que viveram aquela época. Às 17h é inaugurada a exposição José Dias Coelho – Artista militante revolucionário, que foi artista plástico e funcionário clandestino do PCP.

Para fechar o dia, Joana Brandão apresenta o espetáculo de teatro Coragem hoje, abraços amanhã (18h). A obra foi escrita a partir de testemunhos, memórias e cartas de mulheres que foram presas pela PIDE durante o Estado Novo.

Música no Palácio Baldaya

Fotografia – Câmara Municipal de Lisboa

No Palácio Baldaya celebra-se abril com muita música. Às 15h atuam as Novas Vozes de abril, um grupo composto por jovens sem experiência artística que interpretam canções de intervenção. Teresa Salgueiro, que foi vocalista dos Madredeus, protagoniza o segundo momento musical dedicado à liberdade e igualdade (16h).

LÊ TAMBÉM: ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA CELEBRA 25 DE ABRIL COM DUAS EXPOSIÇÕES

Porto

Homenagear os resistentes e desfilar pela liberdade

Fotografia – Câmara Municipal do Porto

No dia 25, pelas 14h, o Museu Militar do Porto vai homenagear os resistentes antifascistas. O espaço serviu como delegação da PIDE e hoje a instituição pertence ao Exército. Localiza-se na Rua do Heroísmo e é aí que vai arrancar o tradicional desfile pela liberdade rumo à Avenida dos Aliados.

Tributo a Zeca Afonso

Fotografia – Pexels

Em Vila Nova de Gaia o grupo Canto da Liberdade vai homenagear Zeca Afonso. O Cultura Curto Espaço vai ser o palco de um concerto que quer recordar abril e viajar pela música de intervenção. A entrada é gratuita.

Correr (ou caminhar) pela liberdade

Para aqueles que não abdicam de praticar exercício nem num feriado, a Corrida da Liberdade é uma boa opção. A 41.ª edição decorre em Matosinhos e acolhe atletas desde os benjamins até aos veteranos.

Fotografia – Pexels

Todos os anos a competição percorre a união de freguesia de Custóias, Leça do Balio e Guifões. A distância do percurso de corrida varia conforme os escalões. A caminhada para qualquer idade é de 4 quilómetros. A inscrição é gratuita e pode ser feita aqui até ao dia 23.