Pinterest

Na Síria: Procurar a normalidade no meio dos bombardeamentos

Na Síria a guerra continua. Na Síria, e no resto do mundo, discute-se os recentes bombardeamentos dos EUA, do Reino Unido e de França naquele território. Na Síria (Insyriated) é o filme que o Espalha-Factos não pôde deixar de destacar como estreia da semana.

O realizador belga Philippe Van Leeuw (Le jour où Dieu est parti en voyage), que assina o argumento, traz-nos a Síria mais próxima e vulnerável do que nunca.
Um dia, num único cenário. O único cenário que a Síria conhece desde há muito tempo. O cenário da guerra. Esta é a história de Oum Yazan, uma mulher que decide transformar o seu apartamento num refúgio, contra as atrocidades que ocorrem no exterior. Naquele pequeno espaço, tenta a todo o custa proteger a sua família (três filhos), amigos e vizinhos. Dar-lhes alguma normalidade no meio dos bombardeamentos. “Esta é a minha casa e ninguém me vai obrigar a sair”, garante a protagonista. E às tantas, no trailer, ouve-se uma das personagens dizer “esquece o mundo lá fora. Já não vale a pena“.

Além dos atores Hiam Abbass, Diamand Bou Abboud e Juliette Navis, no elenco entram também alguns refugiados sírios, entre os quais, Mohsen Abbas, Ninar Halabi, Alissar Kaghadou, Jihad Sleik e Moustapha Al Kar.

O Guardian chama-lhe “um drama claustrofóbico”. Na Síria estreou no Festival de Cinema de Berlim, onde foi galardoado com o Prémio do Público, e chega agora às salas de cinema portuguesas.

No trailer, a protagonista assegura ao filho: “Ninguém vai morrer. A guerra está a acabar. E depois voltamos a estar em segurança.”Será?

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Seberg
‘Seberg – Contra Todos os Inimigos’ estreia na televisão portuguesa