De 25 de abril a 5 de maio, a coreógrafa Sasha Waltz vai apresentar a peça Impromptus, no Teatro Camões, em Lisboa. Pelos passos da Companhia Nacional de Bailado (CNB), a peça é sobre a beleza e a vulnerabilidade do corpo humano.

De 55 anos, a alemã Sasha Waltz é já uma presença regular em Portugal desde 1997. Impromptus é uma peça estreada em 2004 e que marca agora a primeira fez que a coreógrafa colabora com a CNB.
Sasha

Foto: divulgação

Com música de Franz Schubert, cenografia de Thomas Schenk e Sasha Waltz, desenho de luz de Martin Hauk, figurinos de Cristine Birkle, o espetáculo conta ainda com a participação da soprano Sara Braga Simões Jill Lawson ao piano.

Numa coreografia baseada na estrutura de uma composição musical clássica, Impromptus é uma peça desenvolvida com os bailarinos de Sasha Waltz: Maria Marta Colusi, Clémentine Deluy, Juan Kruz Diaz de Garaio Esnaola, entre outros.

Sasha

Foto: página oficial CNB no Facebook

A música, quatro peças de Schubert para voz e piano, é interpretada em palco, enquanto os bailarinos criam estados de emoção que oscilam entre a leveza e o desequilíbrio.

Neste seu trabalho, a coreógrafa explora as questões existenciais do corpo humano, incorporando a sua vulnerabilidade e também a sua beleza.

«A dança na sua forma mais fascinante vai desmascarando, manipulando e, em última instância, exaltando os inúmeros aspetos que nos humanizam».

CNB

Quando e onde ver

Impromptus estará em cena de 25 de abril a 5 de maio, em Lisboa, no Teatro Camões.

As sessões vão ter lugar às quartas, quintas e sextas pelas 21h, aos sábados pelas 18h30 e aos domingos pelas 16h. Este espetáculo destina-se a maiores de 6 anos e o preço dos bilhetes vai de 5 a 25 euros.

Mais informações aqui.

LÊ TAMBÉM: ALMADA RECEBE MORTE DE UM CAIXEIRO-VIAJANTE DE ARTHUR MILLER