Um estudo anual levou à entrega de prémios a algumas figuras televisivas femininas, em busca da mulher mais influente de Portugal, no passado dia 12 de abril. Várias caras conhecidas foram distinguidas.

A Executiva, um site sobre carreiras, direccionado para o público feminino, recorre, todos
os anos, a um estudo para determinar quem é a mulher mais influente do país. Várias figuras
da televisão foram distinguidas, mas apenas uma levou para casa o primeiro lugar.

Este ano, foi Cristina Ferreira a grande ‘sortuda’. “A maior influência que posso deixar na
vida, para além de tudo aquilo que faço e da força que possa passar aos outros e a motivação
que possa dar a todos aqueles que me seguem, é a forma como o meu filho encara o trabalho
de uma mulher“, afirmou a vencedora.

Cristina, que se tornou agora a pessoa – do sexo feminino – mais influente de portugal, ‘competia’ com figuras como Judite Sousa, que ficou em terceiro lugar, Júlia Pinheiro, em quarto, Alexandra Lencastre, a quem coube a nona posição, ou mesmo Rita Pereira, que ficou em 16.º lugar.

A apresentadora tem tido uma carreira notável, sendo a revista que criou e à qual dá o nome, Cristina, uma das provas disso. Na televisão, depois de se ter cimentado na apresentação do programa Você na TV!, tornou-se uma das diretoras da TVI e assegura atualmente outro dos grandes formatos de sucesso do canal, Apanha Se Puderes.