Clássicos do cinema mudo realizados por Charlie Chaplin, D.W Griffith ou Eisenstein estão entre as obras cinematográficas que irão pertencer ao domínio público, a 1 de Janeiro de 2019. A informação foi avançada ao The Atlantic pelo centro de Leis para o Estudo do Domínio Público da Universidade de Duke. 

Assim, no próximo ano, muitas obras cinematográficas que foram primeiramente exibidas nos Estados Unidos durante o ano de 1923, irão pertencer à maior coleção a perder proteção de direitos de autor desde 1998. Esta mudança deve-se à alteração na lei dos direitos de autor.

 A partir de agora, artistas de diversas áreas poderão incorporar clássicos a preto e branco nos seus trabalhos, sem medos. Já nas próximas décadas, no primeiro dia do ano,  uma grande parte da arte com 95 anos irá perder os direitos autorais.

A lista de 23 obras conta com a versão original de Os Dez Mandamentos de DeMille, com o filme de estreia Stephen Steps Out de J.R. Fairbanks , e com  primeiras obras como o Diário de Glumov de Eisenstein.

A lista de Filmes:

Opinião Pública, de Charlie Chaplin

Backbone, de Edward Sloman

Daddy, de E. Mason Hopper

Enemies of Women, de Alan Crosland

Eyes of the Forest, de Lambert Hillyer

Flaming Youth, de John Francis Dillon

O diário de Glumov, de S.M. Eisenstein

Her Accidental Husband, de Dallas M. Fitzgerald

Homeward Bound, de  Ralph Ince

La Roue, de Abel Gance e Blaise Cendrars

Little Old New York, de Sidney Olcott

Lost and Found on a South Sea Island, de Raoul Walsh

Main Street, de Harry Beaumont

Nossa Hospitalidade, de  Buster Keaton e John G. Blystone

Potash and Perlmutter, de  Clarence D. Badger

Ruggles of Red Gap, de James Cruze

 O Homem Mosca, de Fred C. Newmeyer and Sam Taylor

Scaramouche, de Rex Ingra

Souls for Sale, de Rupert Hughes

Stephen Steps Out, de  Joseph Henabery

The Barnyard, Larry Semon

The Covered Wagon, de  James Cruze

The Eternal Struggle, de Reginald Barker

The Handy Man, de  Robert P. Kerr

Nossa Senhora de Paris, de Wallace Worsley

The Mummy, de  Norman Taurog

The Ne’er-Do-Well, de Alfred E. Green

O peregrino, de Charlie Chaplin

The Shriek of Araby, de  F. Richard Jones

Os Dez Mandamentos, de Cecil B. DeMille

The White Rose, de  D.W. Griffith

The White Sister, de Henry King

As Três Idades, de Buster Keaton e  Edward F. Cline ( não creditado)

Where the North Begins, de Chester M. Franklin