Se por alguma razão foram escutar Despacito no YouTube mais uma vez, é possível que se tenham deparado com algo… diferente.

Um conjunto de videoclips disponibilizados pela Vevo no YouTube foram alvo de ataques por parte de dois hackers que “vandalizaram” o título e descrição do video, onde deixaram os seus usernames e mensagens como “free Palestine“. Os videos já foram regularizados pela Vevo depois de ter limitado o acesso aos conteúdos.

Além de Despacito, atualmente o video mais visto com cerca de 5 mil milhões de visualizações, os videos afetados incluíram artistas como Shakira, Drake, Taylor Swift e Katy Perry.

Os autores do ataque trocaram também a thumbnail de alguns videos para mostrar uma imagem da recente série espanhola da Netflix La Casa de Papel, a mesma que usam no perfil de Twitter.

Thumbnail modificada de Despacio

Imagem: Espalha-Factos

Quando questionado acerca da violação de segurança, um porta-voz da Google (da qual a YouTube é subsidiária) rapidamente afirmou que a falha estava do lado da Vevo — informação confirmada pela própria momentos depois.

Prosox, um dos responsáveis revelou alguns detalhes no seu Twitter. Afirma que o golpe não teve uma intenção maliciosa, e que tudo foi possível através de um script pré-existente. Contudo, resta saber como foi conseguido o acesso ao arquivo da rede Vevo para alterar estes metadados.

A Vevo já antes tinha sido alvo de outra infiltração por parte do coletivo “OurMine”, que conseguiu acesso a ficheiros internos da empresa e os distribuiu para o público, uma indicação de que talvez esteja na altura de melhorar a segurança.