Bao, a curta-metragem de sete minutos, vai estrear com Os Incríveis 2 em junho deste ano. Da autoria de Domee Shi, é a primeira curta da Pixar a ser realizada por uma mulher.

A mulher-elástica pode ser o foco do próximo filme da Disney-Pixar, mas antes dela será apresentada outra mãe. Trata-se da personagem principal de Bao, que sofre com a saída dos filhos de casa. O filme inspira-se na experiência pessoal da realizadora, enquanto filha de pais emigrantes. Shi afirma: “Senti muitas vezes que a minha mãe me tratava como um pequeno e precioso dumpling.” É por isso que em Bao um dumpling ganha vida, como se fosse mais um filho para esta mãe. A realizadora explica ainda que Bao significa duas coisas: alimento, mas também um tesouro.

Lê também: ‘Toy Story 4’ e ‘Os Incríveis 2’ têm novas datas de lançamento

Há ainda outra mãe que entra em ação nesta produção: a de Shi. Denominada pela filha de “mestre dos dumplings”, fez uma demonstração de culinária para a equipa. “Puseram câmaras muito perto das suas mãos para filmar todos os detalhes de como ela trabalhava a massa, cortava cada pedaço, e os enrolava na forma perfeita,” conta Shi. Estas gravações serviram de referência para os animadores.

bao

Fonte: Disney/Pixar

A ideia foi apresentada pela realizadora numa reunião da Pixar, com o conceito apresentado acima. Foram os membros de origem asiática que contactaram Shi e quiseram fazer parte do filme. “Recebemos uma data de emails de pessoas que se identificaram com a personagem da mãe e com a personagem do dumpling”, Shi comenta. “Pareceu-me uma história universalmente apelativa, com que muita gente se pode identificar.”