Charlie Kessler acusa Matt e Ross Duffer, os criadores de Stranger Things, de plagiarem Montauk, uma curta-metragem que lançou em 2012, para fazerem o grande sucesso da Netflix

De acordo com a TMZ, o filme de Kessler retrata experiências secretas do governo norte-americano. Ganhou inclusive um prémio no Hamptons International Film Festival, que é realizado em Nova Iorque desde 1993 para celebrar o cinema independente.

Segundo o processo judicial, Kessler encontrou-se em 2014 com os irmãos para transformar a sua curta numa série televisiva de pleno direito. Apesar disso, as conversas nunca avançaram e a ideia da série “Projeto Montauk” terá ficado por aí mesmo, uma ideia. Kessler acusa assim Matt e Ross Duffer de terem usado a sua ideia, argumento e história para fazer Stranger Things.

A série acabou por estrear em 2016, conta já com duas temporadas e tem gravações agendadas para a terceira temporada. A estreia é esperada para 2019. Entretanto a Netflix e representantes de ambas as partes encontram-se em conversações.

Problemas com a lei recorrentes

Esta já não é a primeira vez que Matt e Ross sofrem acusações sérias. Já no início do ano estes foram acusados de violência verbal a várias mulheres no set da série.Matt e Ross afirmaram, na altura, estar “profundamente incomodados por saber que alguém se sentiu desconfortável no set“. Os produtores explicaram que, “devido à natureza de alta tensão da produção, os ânimos ocasionalmente desgastam-se” e pediram desculpa pelo ocorrido.

Numa declaração pública, sublinharam ser importante “não caracterizar erradamente” a equipa da série, sublinhando que acreditam fortemente “em tratar todos de forma justa, independentemente de sexo, orientação, raça, religião ou qualquer outra coisa”. Além disso, estes dois criadores reiteraram o seu compromisso com “um ambiente de trabalho seguro e colaborativo”.

A Netflix, depois de um inquérito interno, acabou por ficar do lado dos irmãos, garantindo que tanto a plataforma de streaming como os irmãos Duffer se batem por uma boa experiência de trabalho para todos os colaboradores.