No dia em que (re)estreou a série O Justiceiro, protagonizada por David Hasselhoff, a RTP Memória foi o sétimo canal mais visto do dia, com 1,8% de share. É um novo recorde para a estação pública.

As aventuras do Knight Rider conquistaram uma audiência média de 1,8% e share de 3,9%, mantendo os bons valores já registados pela antecessora no horário, a série Os Três Duques. O canal do ‘arquivo’ manteve-se sempre em quarto lugar durante a emissão da produção norte-americana e conquistou o 30.º lugar no top dos programas mais vistos do dia.

O público que registou mais afinidade com a estreia de O Justiceiro correspondeu, curiosamente, a uma audiência que ainda não era nascida aquando da sua exibição original. Foram os espectadores com 15 a 24 anos que mais aderiram à série. Junto deste segmento conquistou uma audiência média de 2,5% e share de 7,9%.

Domínio na TDT

No público com acesso apenas à televisão aberta, a Televisão Digital Terrestre (TDT), os números da RTP Memória foram ainda mais expressivos: 6,4% de quota de mercado no total diário.

O Justiceiro, entre os espectadores sem acesso a TV Paga, conquistou 6,7% de audiência média e 12,4% de share. 75,3% dos espectadores que quiseram rever o mítico KITT não têm acesso a nenhum serviço de subscrição de canais pagos.

Houve outros programas da RTP Memória a registarem bons resultados esta quinta-feira (29), nomeadamente a novela Senhora das Águas (0,7% de audiência média e 3,2% de share), a repetição de Os Três Duques (0,4% / 5%) e Os Vingadores (0,4% / 5,5%).

Um carro e um homem que podem “fazer a diferença

A série segue as aventuras de Michael Knight (David Hasselhoff), um detective que foi declarado morto após ter sido baleado na cara.

Wilton Knight (Richard Basehart), fundador da Knight Industries e criador da FLAG(Foundation for Law and Government), move esforços para salvar a vida de Michael e dá-lhe uma nova imagem e identidade.

Knight tem como missão o combate ao crime, e conta com a ajuda de um carro dotado de inteligência artificial, o KITT (acrónimo de Knight Industries Two Thousand), uma arma futurista de grande velocidade equipada com dispositivos de alta tecnologia e com personalidade própria, a quem William Daniels deu voz.