Cinquenta candidaturas de companhias de teatro serão apoiadas pela DGArtes no período de 2018-2021. Ficam de fora 39 das avaliadas, entre as quais, companhias de Évora, Covilhã, Porto e Coimbra.

De acordo com a ata do Concurso ao Programa de Apoio Sustentado 2018-2021 da DGArtes, comunicada aos candidatos, diversas estruturas que receberam apoio no passado ficaram de fora do programa.

De fora do concurso ficam duas companhias com sede em Coimbra (O Teatrão e Escola da Noite), Centro Dramático de Évora, Teatro das Beiras, Teatro Experimental do Porto, Seiva Trupe, Chão de Oliva, Teatro Experimental de Cascaisentre outras estruturas.

Projetos apoiados

Entre as companhias com projetos apoiados, neste projeto de decisão, estão o Teatro Extremo, a Este – Estação Teatral, a Companhia de João Garcia Miguel, o Teatro Art’Imagem, a Mala Voadora, a Ar de Filmes, o Teatro do Vestido, o Teatro da Garagem, o Teatro Meridional, o Teatro do Bolhão, entre outras.

As companhias apoiadas, cada uma com financiamento superior a um milhão de euros, são Teatro Praga, Companhia de Teatro de Almada, Artistas Unidos, O Bando, Teatro do Noroeste, Companhia de Teatro de Braga, Companhia de Teatro do Algarve (ACTA), a Comuna – Teatro de Pesquisa e Novo Grupo de Teatro, do Teatro Aberto.

O Norte, com 19 candidaturas apoiadas, é a região com maior financiamento. Segue-se a Área Metropolitana de Lisboa, com 18, a região Centro, com seis, o Alentejo, com cinco, e o Algarve, com duas candidaturas aprovadas na área do teatro. Já nas Ilhas, a única candidatura veio da Região Autónoma da Madeira e foi reprovada.

Ainda assim, segue-se a fase de audiência dos interessados, na DGArtes, durante a qual as estruturas rejeitadas podem reclamar dos resultados (sendo que a decisão final será conhecida entre o final de abril e o início de maio).

Sobre o Programa de Apoio Sustentado da DGArtes

O Programa da DGArtes de apoio às artes 2019-2021 tem um valor global de 64,5 milhões de euros e financia grande parte da atividade artística em Portugal.

Até agora, a DGArtes publicou apenas as decisões finais nas áreas de dança (tendo apoiado 21 entidades) e de  circo contemporâneo e artes de rua (dos quais foram selecionadas apenas três projetos).

LÊ TAMBÉM: O FEMININO EM DESTAQUE NA PROGRAMAÇÃO DA PRÓXIMA TEMPORADA DO SÃO JOÃO