Após sete anos de parceria, Kanye West deixa de estar sob a alçada de Izzy Zivkovic. A Billboard confirmou esta quarta (28) que Scooter Braun passa a ser o seu único manager, sem justificação revelada.

Descrevendo-o como um “próximo confidente” de West, a publicação alega que Zivkovic se juntou ao músico em 2010. O ano coincide com a edição do seu quinto álbum, My Beautiful Dark Twisted Fantasy. (Esta informação é contrariada por um artigo da Highsnobiety, onde a ligação destes é dita ter várias décadas.)

Proprietário da empresa Split Second Management, os artistas geridos por Zivkovic incluem Arcade Fire, Banks ou Jack Garratt. É caracterizado como uma figura anónima, “fora dos holofotes“; sendo que a sua presença online resume-se a uma conta privada de Twitter. Não são apontados os motivos que conduziram à cisão profissional entre si e West.

Está tudo nas mãos de Scooter Braun

Billboard alheia Braun desta situação, que deve agora acumular as tarefas deixadas por Zivkovic. Em conjunto com o ex-manager, Braun passou a trabalhar com West, em maio de 2016; três meses após o lançamento do seu sétimo disco, The Life of Pablo. As funções deste  incidiam apenas em empreendimentos como a marca Yeezy, englobando as suas coleções de roupa e calçado.

Braun estabeleceu-se na indústria musical como responsável pela carreira de Justin Bieber, unindo-se também a Ariana Grande ou Martin Garrix. Adicionalmente, fundou a gravadora School Boy Records, onde assinou Carly Rae Jepsen ou Psy. Fora do domínio musical, criou recentemente a Mythos Studios, parceria com a Marvel dedicada à realização de filmes baseados em banda desenhada.

Nova música em curso

Circulam rumores de que West se encontra a gravar nova música no estado norte-americano de Wyoming. Sites como a Pitchfork avançam, entre nomes envolvidos no processo, Travis Scott, Kid CudiNas.