De centenas de milhares de participações, elegeram-se dez vencedores. As melhores fotografias do Concurso Aberto e dos Prémios Nacionais do Sony World Photography Awards de 2018 foram anunciados esta terça-feira.

Incentivado pela World Photography Organisation, a competição pretende celebrar as melhores imagens capturadas por todo o mundo. Este ano não foi exceção: foram dez as distinções atribuídas nas categorias de Concurso Aberto e 63 os vencedores dos Prémio Nacionais, nos quais se encontra a fotografia do português António Coelho.

Concurso Aberto

Nesta série estão dez categorias a jogo: Arquitetura, Cultura, Melhorada, Paisagem e Natureza, Movimento, Retrato, Natureza Morta, Fotografia de Rua, Viagem e Vida Selvagem.

Os fotógrafos dos cinco continentes são convidados a participar com a sua melhor fotografia, e o júri encarrega-se de procurar aquela que melhor se enquadra em cada categoria.

Arquitetura

2The Man and the Mysterious Tower”, do alemão Andreas Pohl

Cultura

“Young Minotaur”, do grego Panos Skordas

Melhorada

“Every Breath you Take”, do alemão Klaus Lenzen

Paisagem e Natureza

“Early Autumn”, do búlgaro Veselin Atanasov

Movimento

“The Highest Platform”, do indonésio Fajar Kristianto

Retrato

“Emile”, do britânico Nick Dolding

Natureza Morta

“Sunday Buffet at Jerry Mikeska’s BBQ; Columbus, Texas 2017”, do norte-americano Richard Frishman

Fotografia de Rua

“Old Friends”, do alemão Manuel Armenis

Viagem

“Shapes of Lofoten”, do dinamarquês Mikkel Beiter

Vida Selvagem

“An Unexpected Meeting”, da polaca Justuna Zduńczyk

Para além disso, os vencedores do Concurso Aberto ficam ainda a competir pelo título de Fotógrafo do Ano do Concurso Aberto. O escolhido, bem como os vencedores das categorias Profissionais, vão ser anunciados na cerimónia dos Sony World Photography Awards, em Londres, no dia 19 de abril.

António Coelho, vencedor do Prémio Nacional de Portugal

Foi com a fotografia Solitude que o português António Coelho, residente em Paredes, venceu a categoria de Prémio Nacional. Numa das suas habituais caminhadas de fim de semana pela floresta, a intenção era fotografar cogumelos, mas acabou por encontrar o ambiente perfeito para capturar um auto-retrato. António Coelho vai ainda poder estar presente na cerimónia de Londres, no dia 19 de abril.

António Coelho, “Solitude”