O cinema triunfou na tarde deste domingo e o habitual líder, o programa Somos Portugal, da TVI, ficou para trás. A Lenda de Tarzan conquistou mais de um milhão de espectadores.

O filme, lançado em 2016, teve ontem a sua estreia em sinal aberto perante uma plateia de 1 milhão e seis mil espectadores (10,4% / 23,6%), deixando para trás, no confronto direto, o programa de festas da estação de Queluz.

Durante as seis horas de emissão, o Somos Portugal registou 8,3% de audiência média e 21,3% de share. Foi a pior audiência do último mês.

Lê também: A Lenda de Tarzan – Congo, abdominais e pouco mais

Tarzan conquista mais jovens

O remake de A Lenda de Tarzan, aqui numa versão live-action, foi particularmente bem sucedido entre os jovens dos 15 aos 24 anos, entre os quais conquistou 9,6% de audiência média e 34,2% de share.

A destacar ainda esteve o desempenho nos targets comerciais ABC 25-54, com 10,3% de audiência média e 26,5% de share.

SIC continua em segundo

O bom resultado no fim de tarde não foi suficiente para que a SIC se aproximasse da liderança. A estação de Carnaxide fechou o dia com 17,2%, contra 20,5% da TVI. No entanto, alargou a distância para a RTP1, que se ficou pelos 8,4% de quota de mercado.

Outros destaques do dia

  • O novo programa da SIC, Divertidamente, estreou com 11,7% de audiência média e 22,6% de share e esteve próximo de Secret Story 7, que registou, durante toda a emissão, 12,5% de audiência média e 26,5% de share.
  • A edição matinal do Notícias CM (06h56) foi líder durante a primeira hora de emissão e registou 0,8% de audiência média e 7,7% de share. Os bons resultados estenderam-se ainda ao CM Jornal 13h, que registou o melhor resultado do ano: 1,9% de audiência média e 5,2% de share.
  • A RTP3 foi ontem o canal de informação mais visto, com 2% de share. Para o bom resultado, o contributo do fim de noite foi decisivo, com Trio d’Ataque (1,7% / 4,1%), 24 Horas (0,9% / 4%), Manchetes 3 (0,7% / 5%) e Trio d’Ataque – Repetição (0,6% / 6,9%) entre os principais destaques da emissão.