Atualmente a fazer a divulgação da próxima temporada do American Idol, onde será jurada, Katy Perry admitiu de forma indireta o falhanço do seu último álbum, Witness, e falou sobre a sua forma de lidar com o fracasso.

Estou sempre a aprender. Tudo se torna uma lição para mim“, começou por dizer a cantora à revista Parade. O trabalho que lançou em 2017 vendeu apenas 840 mil cópias em todo o mundo, numa descida muito pronunciada face aos três registos anteriores. Somados, os primeiros discos conquistaram 19 milhões de exemplares comercializados.

Eu estou a compreender que, depois de uma década a fazer isto e a alcançar os voos mais altos, ninguém será capaz de acertar em cheio no alvo“. Referiu também um conselho que recebeu de Alanis Morissette que a tem inspirado neste momento: “Se olhares para a tua carreira como um gráfico de linhas, não te detenhas em todos os altos e baixos. É mais sobre percorrer o gráfico e estar seguro de que todos os movimentos são autênticos“.

Foi uma experiência válida“, afirma sobre Witness, acrescentando que o último ano foi para “matar o ego“, o que defendeu como necessário para a sua carreira. Em entrevista à Glamour admitiu as “muitas expectativas” que tinha no fim de 2015 e 2016 e que “não foram alcançadas“. “Foi a primeira vez em muito tempo que as coisas não aconteceram como queria. Acho que foi o universo a testar-me e a dizer-me ‘Vamos ver se realmente te amas’. Foi um desafio, porque não tinha percebido o quanto precisava da validação externa“.

Disco novo a caminho

Todos os singles dos álbuns Teenage Dream e Prism alcançaram o número 1 das tabelas norte-americanas, o que não aconteceu com nenhum dos avanços do último disco, Witness. E Katy Perry parece estar a ser capaz de evoluir com esta situação. De acordo com a MTV, o próximo disco já está em desenvolvimento, contando com a colaboração de Ian Kirkpatrick e Steve Mac.

Ian foi o responsável por produzir New Rules, de Dua Lipa, e Steve foi o músico por detrás do sucesso Shape of You, de Ed Sheeran. Katy Perry, que a partir da próxima semana se junta a Lionel Richie no júri da versão norte-americana do Ídolos, está também confirmada para a edição 2018 do Rock in Rio Lisboa.