Ryan Moody, o argumentista que criou a versão inicial do argumento de Um Desastre de Artista, e que viria a ser substituído por Scott Neustadter e Michael H. Weber, quer processar James Franco por o ter “enganado“. Afirma que o ator e realizador fez com que Moody vendesse o argumento por um valor menor ao que este merecia.

Segundo a Variety, Ryan Moody foi contratado em 2013 para escrever o argumento, até que em março de 2014, Franco lhe disse que o queria substituir por argumentistas com maior experiência. Moody acabou por concordar em vender o guião por apenas 5000 dólares devido a lhe ter sido prometido que receberia um crédito de produção no filme final e que On the Bus, o seu projeto de sonho, iria receber um orçamento comparável ao de Um Desastre de Artista (Entre 5 e 10 milhões de dólares).

A troca de emails entre Ryan Moody e James Franco.

Dois anos depois, disseram-lhe que On the Bus só teria um orçamento de cerca de 50.000 dólares. Quando Desastre de Filme foi lançado, descobriu que nem tinha chegado a receber qualquer crédito de produção.

Os advogados de Moody estão neste momento a tratar do processo, mas James Franco ainda não teve nada a dizer acerca do assunto. Esta controvérsia vem junta-rse às recentes acusações de assédio sexual.