O regresso da cantora e compositora americana Natalie Prass é um dos mais promissores de 2018. The Future and the Past é o título do seu segundo disco que será lançado pela ATO Records no dia 1 de junho. De mãos dadas com o anúncio, ficou desvendado também o alinhamento do álbum bem como o seu primeiro single Short Court Style.

A história deste seu último trabalho remonta a 2016 e é, no mínimo, particular. Natalie tinha acabado de escrever o seu segundo álbum e estava pronta para o gravar em estúdio. Foi então que Donald Trump venceu as eleições e mudou por completo o rumo dos acontecimentos.

“I was devastated. It made me question what it means to be a woman in America, who I am and what I believe in. I knew I would be so upset with myself if I didn’t take the opportunity to say some of the things that meant so much to me, so I decided to rewrite the record.”

O desapontamento perante o resultado eleitoral americano deixou a artista de rastos. A controvérsia levantava-se e Natalie Prass aproveitou o momento para transportar as suas emoções paras as suas músicas. Reescreveu e renovou os sentimentos. O reflexo desses sentimentos é The Future and the Past, uma introspecção pessoal da cantautora de Virginia em tempos de instabilidade social e política.

Natalie Prass na sua rede social Instagram.

O segundo Long Play promete uma Natalie Prass a pisar outros terrenos e fugir uns passos da sua zona de conforto. Groove, dance, 80’s pop, 90’s RnB são influências afirmadas. Vai haver espaço ainda para as baladas orquestrais pautadas pela doce voz da artista americana. Registo que ela tão bem nos habituou no seu disco homónimo de estreia lançado em 2015.

My Baby Don’t Undestand Me foi uma das faixas mais badaladas do seu primeiro disco Natalie Prass.

Tal como no seu álbum de estreia, The Future and the Past foi gravado em Richmound, VA. Contou com a colaboração do seu amigo de longa data Matthew E. White que lhe cedeu um dos estúdios da Spacebomb. A remistura do disco conta ainda com colaborações como Blood Orange, Elle King ou James Bay.

São doze as faixas que dão vida a The Future and The Past. O alinhamento será o seguinte:

  1. Oh My
  2. Short Court Style
  3. Interlude: Your Fire
  4. The Fire
  5. Hot For The Mountain
  6. Lost
  7. Sisters
  8. Never Too Late
  9. Ship Go Down
  10. Nothing to Say
  11. Fall From You
  12. Ain’t Nobody

A primeira amostra já está cá fora. Short Court Style é a prova da versatilidade de Natalie. Podemos ouvir uma linha de baixo que transpira RnB dos anos 90 e que casa perfeitamente com a voz da canto-autora americana.

O vídeo é igualmente um mimo e conta com Jethro Waters como diretor de fotografia. Jethro que teve o mesmo papel no vídeo de Shut Up and Kiss Me de Angel Olsen.

A tour já está a ser marcada para 2018. Irá percorrer várias cidades americanas com os Fleet Foxes durante o próximo mês de março. Em abril fará uma mini-tour europeia que começa em Paris e termina em Glasgow. No dia do lançamento do disco irá tocar em Nova Iorque, onde fará a apresentação de The Future and The Past.