A HBO ofereceu um primeiro vislumbre da adaptação ao cinema do clássico Fahrenheit 451. O livro líder de vendas assinado por Ray Bradbury imagina um mundo onde o conhecimento histórico é proibido e onde “bombeiros” queimam livros.

No mundo distópico que nos mostra o trailer, os media são considerados um opioide. Michael B. Jordan é o protagonista do filme e interpreta Guy Montag, um bombeiro que trava um conflito pessoal com o seu papel de figura de autoridade, que se debate com a manutenção de um sentido de humanidade e que faz frente ao seu mentor, Beatty (Michael Shannon).

Quando crescerem, não restará nenhum livro”, explica Montag a um exército de crianças. Os jovens são manipulados por Beatty para acreditarem que o conteúdo dos livros apenas cria “insanidade” e “caos”.

A personagem de Shannon narra a continuação do trailer, enquanto explodem imagens de destruição. “Um pouco de conhecimento é uma coisa perigosa”, avisa e por isso conclui que a única opção é “queimá-lo”. “Não nascemos iguais, portanto o fogo torna-nos iguais”, explica.

Sofia Boutella dá vida a Clarisse, uma informadora que é apanhada na luta de interesses entre Montag e BeattyLilly Singh também integra o elenco do filme, que tem realização de Ramin Bahrani. O realizador teve igualmente funções de argumentista e produtor executivo.

Foi intimidante adaptar o trabalho de Bradbury, porque ele é um génio e uma lenda”, revelou Bahrani durante uma conferência de imprensa em janeiro. “Eu e tantos outros adoramos o seu trabalho. Quando fazemos uma adaptação, vamos mudar algumas coisas. Sabia que ia chatear algumas pessoas. Tentei manter-me fiel aos temas, mesmo que tenha mudado algumas personagens e narrativas.

O telefilme Fahrenheit 451 estreia em maio no canal norte-americano HBO.