Os Linda Martini regressaram na noite da passada sexta feira (23) ao Hard Club, no Porto, esgotando-o mais uma vez. Consigo trouxeram o seu último trabalho homónimo, Linda Martini.

A banda entrou em ação pelas 22h25 e não hesitou em fazer justiça ao seu nome. Partindo de Semi Tédio dos Prazeres, foram intercalados temas passados como Panteão, Belarmino Vs. e Lição de Voo Nº1 com a atuação do novo álbum na sua íntegra. O concerto teve a duração aproximada de uma hora e meia.

A relação entre o público e a banda viu uma proximidade a crescer gradualmente, chegando a atingir patamares de afeto. Durante a primeira metade do concerto, já se entendia o ambiente de amizade entre a música e os ouvintes da sala. Tratou-se de uma receção bastante positiva às novas aventuras sónicas que os Linda Martini têm para demonstrar.

SDAS

Foto: Beatriz Teixeira

A explosão de energia pela qual já se esperava deu-se com Gravidade, como resposta a Cláudia Guerreiro. Sim, o público sabia a letra do refrão.

Terminando a Se Me Agiganto, a banda abandonou o palco temporariamente e ouviu de imediato um forte pedido de regresso. O público cantou em uníssono os já reconhecíveis versos de Cem Metros Sereia. Quando os quatro ocuparam de novo os seus lugares, Hélio Morais (membro fundador da banda) foi presenteado com uma pequena celebração do seu aniversário por parte do público. Agradece, mostrando carinho por quem lá esteve presente e gratidão pela possibilidade da banda continuar a existir.

Concluindo o concerto com o típico clímax de Cem Metros Sereia, Hélio atira-se para o público. Posteriormente, cada membro restante da banda fez o mesmo.

Não foi nos aplausos que melhor se viu o espírito de camaradagem da noite mas sim nos sorrisos na cara de cada um dos músicos. Se eles tiveram motivos para sorrir, o público teve motivos para aplaudir.

Fotografias de Beatriz Teixeira

Este slideshow necessita de JavaScript.