A Cola-Cola está menos doce. Para sermos mais exatos, a Coca-Cola está 27,76% menos doce do que há 17 anos para cá, e o objetivo da companhia é reduzir ainda mais os níveis de açúcar até 2020.

Segundo a Agência Lusa, os portugueses consumiram, em 2017, menos 5.500 toneladas de açúcar devido à taxa das bebidas açucaradas imposta pelo Governo. No entanto, a redução da adição de açúcar por parte da companhia Coca-Cola não é de agora.

Desde 2000, a Coca-Cola em Portugal conseguiu diminuir em cerca de 28% a adição de açúcares por litro nas suas bebidas. De acordo com o comunicado de imprensa, 25% das vendas de 2017 representam bebidas da companhia sem açúcar ou sem calorias.

Para além dos refrigerantes da marca Coca-Cola em si, existem também outras bebidas que pertencem à companhia e que se podem incluir na variedade dos sem açúcares como a Fanta Zero Laranja, o Nestea Limão sem açúcares e sem calorias e, claro está, a marca de água da empresa Aquabona. Acresce ainda a esta lista aquelas que, desde 2014, sofreram uma quebra nos açúcares adicionados, como podes verificar na imagem abaixo.

Fonte: Comunicado de Imprensa / Coca-Cola Portugal

A companhia refere ainda que está a apostar na inovação, ao fornecer mais informação nutricional nas etiquetas, e pretende promover a utilização de embalagens mais pequenas, de maneira a que o cliente possa controlar com mais facilidade o consumo de açúcares.

A Coca-Cola em Portugal comercializa 93 referências de bebida, onde existe uma versão sem açúcar adicionada na maioria das suas marcas (no total, 24).

LÊ TAMBÉM: HÁ UM KIT KAT DE LIMÃO E ESTÁ A DEIXAR OS BRITÂNICOS DOIDOS