Um hotel em formato de nave espacial, altamente ecológico e sustentável, com vista para o Svartisen (o segundo maior glaciar da Noruega) – este é o projeto do Hotel Svart, em Glomfjord, na Noruega.

A empresa Snøhetta é a responsável pela construção do hotel, que irá usar 85% menos energia do que um hotel normal.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Com previsão de abertura em 2021, o edifício será equipado com energia geotérmica, que converte o calor existente no interior da Terra em produção de energia –  como é o caso da água, que será aquecida de forma natural.

A estrutura será feita maioritariamente de madeira, reforçada com aço e o mobiliário a partir de materiais reciclados. O design em forma oval e os painéis de energia solar conferem o aspeto de uma nave espacial. Mas toda a estrutura é amiga do ambiente: as paredes foram estrategicamente idealizadas para isolar o calor no inverno e permitir uma boa ventilação no verão.

hotel

O hotel vai localizar-se num dos maiores glaciares do país.

Um hotel no meio da Natureza

O co-fundador da Snøhetta, Kjetil Trædal Thorsen, revelou ao Daily News que “construir um hotel no meio da natureza, de forma tão bonita, traz algumas obrigações, nomeadamente o de preservar a beleza natural, a fauna e flora daquele lugar”“Era importante para nós projetar um edifício sustentável que deixasse uma pegada ambiental mínima”, acrescentou.

Além de ser ecológico, o hotel distingue-se pela localização. Situado acima do Círculo Ártico, num ponto remoto dos glaciares da Noruega, o hotel proporciona a oportunidade perfeita para a observação de auroras boreais.

LÊ TAMBÉM: As melhores praias europeias para visitares em 2018