Drake lançou recentemente o vídeo de God’s Plan, faixa escolhida para apresentar o seu mais recente EP, Scary Hours. O rapper escolheu distribuir todo o orçamento do vídeo pela comunidade, aproximando-se assim do exercício altruísta dos Blink 182 em The Rock Show, há 17 anos.

O formato do vídeo de Drake, que em três dias já conta com mais de 20 milhões de visualizações no Youtube, não é novo. À semelhança da introdução do vídeo de The Rock Show, gravado em 2001, também God’s Plan se inicia com uma breve explicação do uso dado ao orçamento para a sua realização.

E Drake concretiza aquilo a que se propõe: no vídeo podemos vê-lo a surpreender famílias com maços de notas, a pagar contas de supermercado e a oferecer bolsas universitárias e donativos, perante o olhar surpreso e quase incrédulo daqueles que aborda.

A incredulidade de quem passa é também notória em The Rock Show, quer seja pelo ato generoso, quer pelo seu uso para comprar e destruir de objetos por diversão, eternizando o espírito do punk rock adolescente que parece não fazer falta a Drake.

O conceito é o mesmo, mas o tom é completamente diferente. Para Travis Barker, baterista dos Blink 182, o formato não passou de uma oportunidade para “destruir coisas e agir de forma estranha”. Já para Drake foi tão só, segundo o próprio, “a coisa mais importante que fez na sua carreira”.

Nada como comparar os dois vídeos: