Numa entrevista ao Expresso publicada este sábado (17), Cavaco Silva revisita várias das suas memórias enquanto antigo primeiro-ministro e Presidente da República, mas também revela alguns dos seus hábitos culturais. The Crown é mencionada.

Na conversa com os jornalistas Luísa Meireles e Pedro Santos Guerreiro, o político diz estar “na fase de explorar a Netflix“. Numa pergunta em que refere o último livro que leu, admite o fascínio pela figura de Winston Churchill e relata a leitura de A Hora Mais Negra, obra recentemente adaptada ao cinema.

Relembramos que o lendário primeiro-ministro britânico é um dos protagonistas da primeira temporada de The Crown. A série, de que Cavaco gostou “imenso”, junta-se a Marco Polo na lista de produções da plataforma de streaming que o ex-Presidente acompanhou. No entanto, de Marco Polo confessa não ter gostado tanto. Quem continua infalível é Meryl Streep: “Os filmes da Meryl Streep costumo vê-los todos“, confidencia.

The Crown, cuja segunda temporada tem um episódio intitulado Lisbon, acerca da notável visita de Isabel II ao nosso país em 1957, não tem previstos terá novos episódios com referências a Portugal, apesar da secular aliança entre estes os países.

The Crown: A recriação da chegada de Isabel II e do Príncipe Filipe a Lisboa, em 1957

The Crown: A recriação da chegada de Isabel II e do Príncipe Filipe a Lisboa, em 1957 (Fotografia: Divulgação)

Cavaco e a coroa

Enquanto primeiro-ministro, Cavaco Silva recebeu uma visita, em 1987, do casal real Príncipe Carlos e Princesa Diana. Voltaria a receber Carlos em 2011, mas já acompanhado por Camila Parker-Bowles. Era, nesse ano, Presidente da República.

Em 1986, como primeiro-ministro,  participou, em Londres, com a Rainha Isabel II, nas cerimónias de celebração dos 600 anos do Tratado de Windsor, assinado entre Portugal e Inglaterra. Voltaria a encontrar-se, em 1992, com a soberana britânica, dessa feita para a cimeira da União Europeia em Edimburgo. Mais tarde, em 2012, foi recebido, com mais de uma centena de chefes de Estado, nas cerimónias que antecederam a abertura dos Jogos Olímpicos de Londres.