O Carnaval é uma festa popular que surgiu na antiguidade clássica e ainda hoje é comemorada no mundo inteiro, com desfiles de máscaras, ao som do samba, e clima de festa no ar. Para assinalar esta terça-feira de Carnaval, o Espalha-Factos preparou sugestões de leitura para que possas “viajar” por momentos para o Brasil, onde as festas carnavalescas são o cenário ideal para boas histórias.

Carnavais, Malandros e Heróis, Roberto DaMatta

O antropólogo Roberto DaMatta publicou, em 1979, um conjunto de ensaios sobre a realidade cultural e social do Brasil, nos quais abordava os factores responsáveis pela sua diferenciação e unicidade. Carnavais, Malandros e Heróis foi considerado uma obra inovadora pelo facto de o seu autor recorrer às festividades locais para explicar a realidade brasileira. Para o antropólogo, o Carnaval é uma criação social cujo objetivo é chamar a atenção para determinados aspetos da realidade brasileira dissimulados pelas rotinas do dia-a-dia.

Brasil

Foto: Amazon

Carnaval, João Gabriel de Lima

Publicado em 2006, o romance de João Gabriel de Lima é protagonizado por Pedro, dono de uma loja de aluguer de filmes, que decide, no dia de Carnaval, viajar para o Rio de Janeiro para ver a sua amante. Mas a viagem em que embarcou acabaria por mudar o rumo da sua vida, até então repleta de monotonia.

Brasil, Ian McDonald

O escritor britânico Ian McDonald conquistou o seu lugar no mundo literário com a escrita de ficção científica. Lançado pela primeira vez em 2007, Brasil foi recebido pela crítica como uma obra fora de série sobre as ciências alternativas. O livro conta três histórias, em três séculos – 1732, 2006 e 2032 – que partilham uma localização geográfica – o país carioca.

Brasil

Foto: Fnac

Lê também: 5 LIVROS PARA ‘SAMBAREM’ CONTIGO ESTE CARNAVAL

Vai, Brasil, Alexandra Lucas Coelho

Vai, Brasil é o terceiro livro da jornalista Alexandra Lucas Coelho publicado pela Tinta da China na coleção de Literatura de Viagens. A terra do samba é retratada a partir da experiência pessoal da escritora que, em 2010, não só a percorreu de uma ponta à outra, mas também por lá se deixou ficar.

Coisas Nossas, Luiz António Simas

Luiz António Simas reúne, em Coisas Nossas, um conjunto de crónicas sobre a cultura de rua do Rio de Janeiro, que começa no Carnaval e termina no Ano Novo. De acordo com o autor, “os textos são uma espécie de roteiro sentimental de uma cidade que talvez nunca tenha existido, mas que certamente vive em mim”. Atraído pela gente comum, o autor criou personagens inesquecíveis que ilustram a vida boémia da cidade.

Brasil

Foto: Saraiva

Lê também: STEPHEN KING VOLTA A SEMEAR O TERROR COM DOIS NOVOS LIVROS