Todo o Dinheiro do Mundo é o mais recente filme do realizador britânico Ridley Scott, mais conhecido por obras como Alien – O 8º Passageiro (1979), Blade Runner (1982) e Gladiador (2000). O filme chega hoje às salas de cinema portuguesas.

Baseado no livro Painfully Rich: The Outrageous Fortunes and Misfortunes of the Heirs of J. Paul Getty, Todo o Dinheiro do Mundo relata a história verídica do rapto de John Paul Getty III (Charlie Plummer), um jovem de 16 anos, a 10 de Junho de 1973, em Roma, Itália. Em troca da vida do rapaz, é rapidamente exigido um resgate de 17 milhões de dólares. Em desespero, a sua mãe, Gail Harris  (Michelle Williams), pede ajuda ao ex-sogro, J. Paul Getty (Christopher Plummer), considerado por muitos como o homem mais rico do mundo. Porém, o avô recusa-se a ceder aos raptores e a pagar o resgate do neto. Com a vida o filho em risco, Gail alia-se a Fletcher Chase (Mark Wahlberg), braço direito de J. Paul Getty, de modo a conseguir resgatá-lo.

O poder do dinheiro

O filme escrito por David Scarpa obteve, no geral, análises positivas por parte da crítica internacional. O The Guardian elogia o trabalho de Scott por este nos oferecer “uma interessante parábola sobre o poder do dinheiro e o que este pode comprar”, enaltecendo ainda a performance de Christopher Plummer.

De facto, o ator tem sido frequentemente apontado como a verdadeira estrela do filme, tendo sido nomeado para vários prémios. O destaque vai para a nomeação para o Óscar de Melhor Ator Secundário, que torna Plummeraos 88 anos, no ator mais velho de sempre a ser nomeado para uma categoria de representação. Esta é ainda a única nomeação do filme aos prémios da Academia.

Christopher Plummer na pele de John Paul Getty

O adeus a Kevin Spacey

Todo o Dinheiro do Mundo está destinado a ficar na história do cinema como o filme que Kevin Spacey protagonizou, mas no qual nunca aparece. Spacey tinha terminado de gravar o seu papel como John Paul Getty, o bilionário petrolífero norte-americano, quando surgiram as conhecidas acusações de assédio sexual. Apenas seis semanas antes do lançamento do filme, Ridley Scott anunciou que a estreia de Todo o Dinheiro do Mundo não seria adiada.

Trailer com Kevin Spacey como John Paul Getty

Após o surgimento das acusações contra Spacey, Scott afirmou ainda ao jornal online The Independent que pensou que “devia ser rápido e fazer alguma coisa.” O realizador britânico revelou também o seu desejo de ter Christopher Plummer na pele do patriaca Getty e regravar apenas as cenas onde a personagem aparecia: ” (…) estava a debater com o meu colega que pagou pelo filme, Dan Friedkin, e se conseguir Christopher Plummer, conseguimos gravar o filme em nove dias.” As cenas onde o magnata do petróleo aparece foram, então, regravadas apenas um mês antes da estreia do filme, que ocorreu nos América a 25 de dezembro de 2017.

Trailer final com Christopher Plummer no papel de J. Paul Getty