Faltam poucos episódios para o final desta quarta temporada de How To Get Away With Murder e, por enquanto, a série deveria ser renomeada “O Espetáculo da Laurel”… e não pela positiva. O novo episódio, intitulado He’s a Bad Father, estreou no canal ABC no dia 1 de fevereiro. Em Portugal, a série é exibida no AXN.

Entra em cena Sandrine (Lolita Davidodich), a mãe de Laurel, a qual a vem ajudar em tribunal para testemunhar contra o seu pai e provar que a jovem é uma mãe adequada para o recém-nascido. Annalise (Viola Davis), defensora do caso, recruta também a ajuda de Isaac (Jimmy Smits), enquanto terapeuta especialista, de modo a mostrar que Laurel não tem um problema de abuso de drogas.

Sandrine foi uma surpresa interessante: uma francesa excêntrica e cheia de vida, que parece colocar os interesses da sua filha acima de tudo. Isaac, contudo, parece estar a ser completamente o oposto: um saco de boxe usado por Annalise quando ela mais precisa, cuja história parece depender apenas de quando os outros estão em perigo.How To Get Away With Murder

Enquanto isso, Annalise e Nate (Billy Brown) decidem visitar o pai deste último na prisão. Pelos vistos, Nate não via o próprio pai desde os 15 anos, o qual até o julga por ser polícia, chamando-o “um homem em prol dos brancos” e um “porco”. Contudo, Nate tem esperança de voltar a reconstruir a relação, enquanto Annalise espera que o idoso seja a cara do seu caso de ação social.

O encontro não corre às mil maravilhas. O mais velho começa aos berros, mostrando o seu lado agressivo e instável. No entanto, após alguma insistência, Nate acaba por convencer o pai a juntar-se ao caso – e é bom ver que mais uma personagem consegue ter uma história independente que não gira em torno das loucuras de Annalise.

De volto ao tribunal, o caso também parece estar a correr como esperado. No entanto, o advogado de acusação acaba por desacreditar o testemunho de Isaac. O porquê? A filha do mesmo suicidou-se graças as substâncias ilícitas, as quais Isaac também tinha o hábito de usar. como tal, ele é agora considerado suspeito na morte da sua filha e o seu testemunho torna-se inválido em tribunal.How To Get Away With Murder

A juíza acaba por decidir pelo pior: a custódia do bebé fica efetivamente entregue ao pai de Laurel, embora os tempos de visita ainda fiquem por decidir. Com a consciência completamente pesada, Isaac acaba por se trancar em casa e retomar o seu uso de heroína – tornando-se possivelmente o próximo cadáver da série, se tivermos em conta que estamos cada vez mais próximos de um final da temporada.

Do outro lado da cidade, Bonnie (Lisa Weil) tem novidades acerca do telemóvel de Wes (Alfred Enoch). Pelos vistos, no dia da sua morte, ele registou uma morada, na qual se encontrou com alguém: nada mais nada menos do que a própria mãe de Laurel. A morte de Wes continua a dar pano para mangas e parece fazer cada vez menos sentido, mas é uma distração boa dos dramas familiares de Laurel, que se estão a tornar simplesmente cansativos.

NOTA: 7/10