O Espalha-Factos foi assistir ao musical The Portuguese – A Musical Comedy e esteve à conversa com Ana Brito e Cunha, co-encenadora e diretora artística do espetáculo.

O musical estreou no passado dia 13 de janeiro e não tem, para já, data para deixar o palco. Este espetáculo resulta da aposta de um grupo de pessoas que pretendem dar a conhecer a nossa cultura e aproveitar o potencial do fluxo de turistas que por estes dias passam por Lisboa.

Portuguese

Ana Brito e Cunha

E se Ana Brito e Cunha afirma, com graça, que jamais poderia integrar o elenco deste novo musical porque “não dá uma nota”, não hesita em elogiar os dotes vocais dos atores que dão vida aos “portugueses” em cima do palco.

Ficámos a saber que o elenco conta com doze atores e atrizes, incluindo dois atores de substituição que estão prontos para entrar em cena a qualquer momento na pele de um dos vários personagens que fazem parte da história.

E a história é simples: como o título indica, esta é uma comédia musical que pretende dar a conhecer (essencialmente, mas não só) aos turistas as personalidades mais icónicas da nossa cultura, além de alguns dos episódios emblemáticos da nossa história.

Portuguese

LÊ TAMBÉM: THE PORTUGUESE: O MUSICAL SOBRE OS PORTUGUESES CHEGA EM JANEIRO

O tradicional aliado ao ‘moderno’

O desafio de condensar em pouco mais de uma hora vários séculos de história é, por si só, motivo de elogio para os autores do texto, Filipe Homem Fonseca e Rui Cardoso Martins, que partilham o mérito com os atores que cantam e dançam em palco, mostrando que “os portugueses” estão no bom caminho no que toca a produções de musicais de qualidade, ao nível do que se faz noutros países.

O facto de não só as canções mas também os diálogos serem interpretados em inglês, uma língua que não é a língua materna dos atores, não parece atrapalhar em nada a convicção com que dão vida aos seus personagens que interagem a um ritmo quase frenético.

A opção cénica de combinar elementos “tradicionais” com cenários em vídeo funciona na perfeição para criar o ambiente certo e ajudar o público a entrar no universo dos portugueses, com os azulejos e a roupa pendurada nas varandas típicas, ou o rio com o Terreiro do Paço ao fundo.

Portuguese

Célebres portugueses

As expetativas em relação a The Portuguese eram elevadas, até porque sabíamos que parte da equipa envolvida é a mesma que levou à cena o fantástico Avenida Q. Apesar disso, o musical consegue corresponder e, em alguns momentos, até superar essas mesmas expetativas.

O espetáculo começa de forma calma, com uma cena abertura ao som de música tradicional portuguesa, seguida por uma primeira sequência em que os personagens se apresentam com uma coreografia a fazer lembrar Fame.

A partir daí, o ritmo aumenta e começam a surgir alguns dos grandes hits do rock e da pop, interpretados por personagens como Camões, Pessoa ou Brites de Almeida (mais conhecida como a Padeira de Aljubarrota).Portuguese

Fernando Pessoa, que parece fazer sucesso junto das turistas inglesas, é o guia principal nesta viagem alucinante por vários espaços e tempos da cidade de Lisboa. As nossas mais elevadas personalidades artísticas dão uma ajuda a um casal de turistas desorientados, enquanto lhes ensinam a arte bem portuguesa do “desenrascanço” (“desenrascate”, em tradução livre).

Entre elas encontramos Amália Rodrigues, brilhantemente interpretada por Daniela Onis, que nos transporta com a voz para um outro tempo e nos faz ouvir como se fossemos, nós próprios, turistas, alheios a esse sentimento tão nosso que se reflete na melancolia do fado.Portuguese

Mas nem só de cultura se faz um português, e por isso o desfile de personagens conta também com reis, políticos, espiões e desportistas, até porque Cristiano Ronaldo não poderia faltar num espetáculo sobre Portugal.

Para ver…

O horário é, como nos disse Ana Brito e Cunha, “horário de turista”. O espetáculo começa às 18h30 e não tem intervalo, de forma a permitir que, depois do programa cultural, o público possa ainda usufruir de programas gastronómicos a seu gosto. E para quem tem dúvidas sobre o que comer em terras lusas, o musical também dá algumas dicas.Portuguese

Achámos que, pela sua duração, a peça ‘soube a pouco’, e perguntámos à encenadora a razão de se optar por pouco mais de uma hora de espetáculo, ao contrário das habituais duas horas dos musicais de referência. A explicação prende-se, mais uma vez, com a possibilidade de permitir aos turistas aproveitarem o resto da noite, além de condicionamentos logísticos do espaço em que é apresentado o espetáculo, que nos próximos meses estará a decorrer em simultâneo com outros espetáculos que ocuparão o horário noturno do Auditório dos Oceanos.

Resta-nos aguardar uma biografia um pouco mais completa dos portugueses, mas, enquanto não chega, esta versão condensada é de aproveitar. O musical está em cena às terças, quintas e sábados e os bilhetes estão disponíveis online.

Portuguese

 Fotos de Carolina Galvão.
LÊ TAMBÉM: MARLYN ORTIZ TREINA MADONNA E ESTREIA CABARÉTICA EM LISBOA