Casey Affleck, o ator que iria entregar o Oscar de Melhor Atriz deste ano, anunciou que não irá participar na cerimónia. A entrega por parte de Affleck faria parte da tradição da Academia por ter vencido o prémio de Melhor Ator pelo desempenho em Manchester by the Sea no ano passado. Contudo, devido às controvérsias nas quais se tem visto envolvido recentemente, afirma não querer tirar o foco da atriz vencedora durante a entrega do prémio.

Esta decisão por parte do ator deve-se ao facto de ter sido acusado de assédio sexual em 2016. Casey Affleck negou as acusações e o caso acabou por ser resolvido fora do tribunal, mas o evento levou a uma petição online para que o ator não participasse na cerimónia dos Oscars deste ano.

A resposta da Academia foi a seguinte:

“Apreciamos a decisão de se manter o foco no programa e no excelente trabalho deste ano.”

A vitória do ator no ano passado já tinha sido criticada. Presume-se que esta resolução se deve a uma necessidade de dissociação do seu caso e das várias acusações de assédio dentro da indústria, que começaram a surgir no ano passado após o caso de Harvey Weinstein.

Lê também: A falência da Hollywood de Weinstein – Escândalos sexuais, abusos e ausência de valores

A cerimónia de 2018 vai ser realizada no dia 4 de março e as nomeadas para a categoria de Melhor Atriz são Sally Hawkins (A Forma da Água), Margot Robbie (Eu, Tonya), Frances McDormand (Três Cartazes à Beira da Estrada), Saoirse Ronan (Lady Bird) e Meryl Streep (The Post).