António Zambujo, Luísa Sobral e Miguel Araújo foram desafiados por César Mourão para um concerto improvisado de início ao fim. Desconcerto vai estar em Lisboa e no Porto em abril.

É a primeira vez que se faz um concerto do género. Não há alinhamento, nem tão pouco se sabe o que vai acontecer. Mas uma coisa é certa: todos os espetáculos serão diferentes.

Gosto de fazer improvisação musical, e tive a ideia de juntar amigos meus, que são músicos incríveis, a fazer um concerto, mas absolutamente improvisado, a partir de histórias e vidas dos espetadores”, disse César Mourão num comunicado enviado ao Observador.

O anúncio deixou os fãs curiosos e os concertos de Lisboa estão praticamente esgotados. Todas as músicas serão compostas na hora e o mote é dado pelo público.

Eu vou à plateia, falo com uma senhora, por exemplo, a quem pergunto se posso ver a mala, e depois digo o que lá encontro — ‘baton’, óculos de sol, um papel do multibanco, chaves — e vou conversando com a senhora, ao mesmo tempo, que um dos músicos em palco está a compor uma canção, que vamos cantar em seguida todos juntos”, explicou o comediante no mesmo comunicado.

LÊ TAMBÉM: CONCERTOS MAIS ESPERADOS EM PORTUGAL EM FEVEREIRO E MARÇO

Desconcerto tem estreia marcada para o dia 10 de abril, no Tivoli BBVA, em Lisboa. O segundo espetáculo na capital acontece no dia seguinte. Os quatro artistas vão também atuar no Teatro Sá da Bandeira, nos dias 16, 17 e 18 de abril.

Com António Zambujo, César MourãoLuísa Sobral e Miguel Araújo juntos no mesmo palco, o resultado promete. Os bilhetes estão à venda nos locais habituais e o preço varia entre os 20 e os 40 euros.

Desconcerto

Foto: divulgação

LÊ TAMBÉM: MARGEM: DOS CAPITÃES DA AREIA DE JORGE AMADO AOS PALCOS DA DANÇA E DO TEATRO