Viola Davis em How To Get Away With Murder
ABC

How To Get Away With Murder 4×10: alguém não é quem diz ser

Restam poucos episódios para fechar a quarta temporada de How To Get Away With Murder e os mistérios continuam a surgir uns a seguir aos outros. Resta saber quais deles são realmente cativantes. O novo episódio, intitulado Everything We Did Was For Nothing, estreou no canal ABC no dia 25 de janeiro. Em Portugal, a série é exibida no AXN.

Laurel (Karla Souza) continua fechada na ala psiquiátrica, à medida que a empresa do seu pai se torna pública e ela percebe que tudo o que foi feito ao longo desta temporada foi em vão. Felizmente, a jovem tem a dignidade de pedir desculpa aos amigos e admitir que deixou que o seu orgulho falasse mais alto. Finalmente!

Enquanto Oliver (Conrad Ricamora) continua atordoado com a tragédia e preocupado com a recuperação de Simon (Behzad Dabu), os restantes rapazes – Asher (Matt McGorry) e Connor (Jack Falahee) – voltam a trabalhar para Annalise (Viola Davis), ajudando-a no seu caso de ação social.

Neste momento, as preocupações são várias: 1) conseguir tirar Laurel do hospício; 2) garantir que Tegan (Amirah Vann) não descobre a verdade sobre o que aconteceu na noite da tragédia; 3) recuperar o disco com os ficheiros roubados; 4) encobrir a morte de Dominic (Nicholas Gonzalez). Portanto, vamos por partes.

Frank (Charlie Weber) trata rapidamente deste último ponto, embora mantenha o telemóvel da sua mais recente vítima, onde recebe a toda a hora chamadas de um número desconhecido. Enquanto isso, Nate (Billy Brown) dirige-se ao escritório de advogados e percebe que Tegan está mais preocupada em manter a sua reputação do que em descobrir a verdade. Até agora, podemos todos respirar fundo.How To Get Away With Murder

Lê também: How To Get Away With Murder 4×09: afinal quem sobreviveu?

Quanto aos restantes problemas, claro que é Annalise quem, como sempre, salva o dia. Ela decide pedir ajuda a Bonnie (Lisa Weil) para recuperar o disco com os ficheiros, o que leva a uma conversa de coração entre as duas protagonistas em que ambas admitem que a sua relação sempre foi marcada pela dependência e pelos pedidos de socorro, embora tal acabe por lhes um dar um propósito para continuarem em frente.

Qualquer cena que envolva Davis e Weil sozinhas numa sala é de cortar a respiração. Embora tenham atitudes diferentes perante a vida, as personagens têm muito em comum, incluindo um passado trágico e uma necessidade inconfessa de amor. As atrizes são capazes de arrasar qualquer desafio que lhes seja colocado à frente.

Embora relutante ao início, Isaac (Jimmy Smits) decide ajudar Annalise no ponto restante e consegue efetivamente livrar Laurel da instituição. Em casa, a jovem apodera-se do telemóvel de Dominic e percebe que o número desconhecido que liga constantemente é, na verdade, de sua mãe.

Mas esperem, as revelações não param aqui. No meio de documentos por ler e papéis espalhados, os restantes rapazes descobrem um senhor idoso no caso de Annalise, que está há 30 anos preso e cujo nome é… Nate Lahey! Quem alguma vez pensaria que uma personagem que sempre passou despercebido e respeitou a lei, agora parece dar à luz a um mistério de identidade?

NOTA: 7/10

Mais Artigos
De Olho no Big Brother
12 programas que fizeram história na televisão portuguesa