Terceiro episódio da sexta temporada de Nashville e o drama parece estar a aquecer. À medida que certos casais se formam e outros parecem enfrentar alguns problemas, Jump Then Fall foi dedicado à felicidade individual e à descoberta da realização de cada um. O novo episódio estreou no canal CMT no dia 18 de janeiro.

Deacon (Charles Esten) e Jessie (Kaitlin Doubleday) parecem apostar finalmente na sua relação, embora o primeiro confesse que não sabe se está 100% pronto para o desafio. Afinal, o amor da sua vida sempre foi e sempre será Rayna (Connie Britton).

Hesitações à parte, o casal parece ficar oficializado e todos aceitam a novidade relativamente bem… à exceção de Daphne (Maisie Stella). A filha mais nova quer, acima de tudo, que o pai seja feliz, mas admite que isto parece uma confirmação da morte da sua mãe. Não se pode ter o melhor dos dois mundos, não é?

Nunca me cansarei de dizer o quão desvalorizada Daphne é nesta série. No final do episódio, ela rende-se à melodia maravilhosa de “Come and Find Me“, provando pela milésima vez que a sua voz consegue mover montanhas e a sua idade não define o seu profissionalismo. Esta pequena merece uma luz da ribalta muito maior.Nashville

A irmã mais velha, por outro lado, está distraída com a sua própria vida amorosa. Jonah (Nik Luken) parece estar bastante interessada em Maddie (Lennon Stella) e ela nele. Há apenas um pequeno problema: o mundo da fama é perigoso. Rumores e paparazzis podem arruinar uma coisa tão bonita.

Como tal, Jonah decide passar uma tarde com Maddie numa sessão de bingo para idosos, o último sítio onde alguém os encontraria. Embora um romance adolescente seja sempre agradável em qualquer série, Jonah é provavelmente a personagem mais insossa e estereotipada que surgiu até agora.

Do outro lado da cidade, Will (Chris Carmack) despede-se de uma vez por todas do ex-namorado, Zach (Cameron Scoggins), quando este decide mudar-se para Chicago. Como tal, o protagonista descarrega a sua frustração no ginásio, onde conhece um novo rapaz. O problema? Will não consegue “levantá-lo” quando o momento chega.Nashville

Ao que parece, o artista tem estado a tomar hormonas de crescimento e esteróides, de modo a ganhar o corpo que quer mais rapidamente. Contra os conselhos dos médicos, Will decide continuar a apostar nas drogas, o que significa que iremos testemunhar um caminho obscuro para ele nesta última temporada.

Na mansão de Juliette (Hayden Panettiere), o problema persiste: embora Avery (Jonathan Jackson) não aprove a 100% os seus novos métodos, a cantora adora a comunidade de Darius (Josh Stamberg) e sente-se incluída, dizendo que todos a aceitam apesar das suas falhas, dos seus traumas e dos seus defeitos.

Darius promete a Juliette que o próximo passo será explorar a raíz dos seus problemas, de modo a descobrir uma maneira de os vencer. Embora tudo isto pareça demasiado bonito e abstrato, a protagonista acaba por prender a comunidade com um pequeno momento musical – e ainda bem, porque esta temporada parece ter uma falta grave do espírito country pelo qual ficou conhecida.

NOTA: 4/10